Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

MMX de Eike Batista ainda tenta reverter falência decretada no Rio

MMX Corumbá teve falência decretada em maio

Por Josette Goulart 16 jun 2021, 08h59

A MMX, empresa de mineração de Eike Batista, ainda está tentando reverter a falência da MMX Corumbá decretada pela Justiça do Rio, em maio. A companhia entrou na terça-feira, 15,  com um recurso chamado de embargos de declaração para tentar reverter a decisão do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro que já havia rejeitado recurso anterior da MMX para suspender a decisão que decretou a falência. A empresa ainda tenta convencer a Justiça de que seu plano de recuperação judicial é viável. Em maio, a empresa tentou a cartada de manter proposta do desconhecido grupo chinês China Development Integration Limited (CDIL), mesmo com a decretação da falência. Os chineses garantem que vão fariam aportes na companhia para viabilizar o plano de recuperação. A outra empresa do grupo, a MMX Sudeste, também teve sua falência decretada pela Justiça de Minas, mas foi suspensa pelo tribunal do estado. O TJMG aceitou o argumento de que a empresa não teve a chance de se manifestar contra a decisão do administrador judicial de transformar a recuperação judicial em falência. 

Publicidade