Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

Highline paga R$ 1 bilhão por torres de telefonia da Oi

Companhia que é um dos novos agentes do setor de telecom adiciona mais de 600 torres ao seu negócio

Por Machado da Costa 26 nov 2020, 16h01

Em leilão realizado na tarde desta quinta-feira, 26, a Highline, um novo agente do setor de telecomunicações do Brasil, arrematou a divisão de torres da Oi por 1,067 bilhão de reais. A Highline tinha vantagem na concorrência por já ter uma proposta aceita de mesmo valor e ter entrado no pleito como ‘stalking horse’ — ou seja, qualquer que fosse a maior proposta, a companhia poderia equiparar o valor e levar os ativos. Era esperado que o fundo Pátria apresentasse alguma contraproposta, mas isso não aconteceu.

Na terça, 24, a Highline já havia anunciado a aquisição de 2.500 torres de telefonia móvel por meio da compra da Phoenix Tower do Brasil, empresa que era controlada por fundos da Blackstone Tactical Opportunities. Agora, a Highline deve alcançar um volume de 3.200 torres, quase cinco vezes mais do que possuía há uma semana. O valor do negócio não foi revelado, mas a companhia está sendo apoiada financeiramente por sua holding, a Colony Capital, considerada a líder mundial em infraestrutura digital.

A compra da Oi representa um adicional de 637 torres e 22 antenas, que se somam às 3.200 anunciadas anteontem. Portanto, agora possui 3.837 torres de telefonia móvel.

+ Siga o Radar Econômico no Twitter

Continua após a publicidade

Publicidade