Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

Guedes não acredita em pesquisas que apontam Lula à frente

Ministro diz a aliados que não compra levantamentos, mas faz ressalva dizendo que foi aconselhado a deixar o país

Por Victor Irajá Atualizado em 10 jan 2022, 17h30 - Publicado em 10 jan 2022, 16h45

O ministro da Economia, Paulo Guedes, repete aos assessores preocupados com as pesquisas eleitorais que apresentam o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) à frente nas intenções de voto que não acredita nos levantamentos. Ele afirma que é pouco crível que “o homem que protagonizou o Petrolão e o Mensalão” seja o mais lembrado pelos eleitores, segundo aliados. “Não creio que seja quem o brasileiro vê que vá tirar o Brasil do atoleiro. Eu não consigo acreditar que ele tenha entre 40% e 50% das intenções de voto”, afirmou ele, segundo pessoas próximas.

Guedes, porém, faz uma ressalva. Ele afirma ter recebido conselhos de amigos, 20 ou 30 anos atrás, para deixar o país. Mas responde que gosta e acredita no Brasil. Logo depois, em uma dessas conversas, Guedes repetiu o argumento usado pelo presidente: “São três anos sem corrupção, sem politicagem barata”.

*Quer receber alerta da publicação das notas do Radar Econômico? Siga-nos pelo Twitter e acione o sininho.

Publicidade