Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Radar Econômico Por Victor Irajá (interino) Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

Governo vai testar seguro garantia em obras do Casa Verde e Amarela

Programa vai servir como um teste para uso em obras do governo em geral; se der certo, abrirá um mercado bilionário para as seguradoras

Por Josette Goulart 22 abr 2021, 19h18

O Ministério do Desenvolvimento Regional, do ministro Rogério Marinho, deve regulamentar nos próximos 60 dias o uso de seguro garantia em obras do programa Casa Verde e Amarela, o antigo Minha Casa Minha Vida. O secretário nacional de habitação, Alfredo Santos, diz que a adoção do seguro ainda está em estudo mas está na expectativa de que as próximas contratações do programa já saiam nesta modalidade. As obras terão que ter um seguro que garanta a entrega das casas e a qualidade da estrutura. Se de um lado o seguro vai encarecer o orçamento, de outro a expectativa é de que seja uma economia já que as seguradoras passam a ser o agente fiscalizador dos empreendimentos.

Todo o programa Minha Casa Minha Vida teve até agora um orçamento de 94 bilhões de reais. Pelos cálculos do ministério, se os governos anteriores tivessem contratado seguro para todo o programa teriam gasto em torno de 1,4 bilhão de reais ou 1,5% a mais do que o previsto no orçamento. Mas, segundo o secretário, seria uma economia já que o governo vai gastar 3 bilhões de reais para retomar 130 mil obras de casas paralisadas, que tiveram problemas. O ministério pediu orçamento para construir novas casas do programa, mas somente nesta sexta-feira, 23, o ministério saberá se os vetos do presidente Jair Bolsonaro no Orçamento 2021 vão pegar o Casa Verde e Amarela.

A ideia é que o programa habitacional sirva como um teste para que o governo adote o seguro em outros tipos de obras, abrindo um mercado bilionário para as seguradoras. Se o seguro for adotado, o outro efeito é que o orçamento do governo passa a ser impositivo, ou seja, obrigatório para as obras contratadas.

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)