Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês
Radar Econômico Por Victor Irajá Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes e Felipe Erlich

Ethos muda avaliação de ESG para saber se empresas cumprem o prometido

Instituto antes aceitava apenas a autoavaliação feita pelas empresas

Por Felipe Erlich 29 jun 2022, 12h30

O Instituto Ethos, que analisa a responsabilidade socioambiental na gestão de empresas, irá relançar seus indicadores de ESG (sigla para Ambiental, Social e Governança, em inglês) na quinta-feira, 30. A nova versão  da ferramenta ainda mantém a autoavaliação pela própria empresa, mas agora vai adicionar a avaliação das empresas por agentes externos. O instituto diz não acreditar que apenas a autoavaliação é suficiente para promover o progresso necessário, afirmando que o número de empresas interessadas é pequeno. Por meio de questionários, checagem de documentação e visitas in loco, avaliadores credenciados pela Ethos vão dar notas a diferentes aspectos de ESG das empresas que se dispuserem. Os resultados serão públicos, permitindo a comparação entre diferentes organizações, além da avaliação do desempenho da mesma companhia ao longo do tempo.

De acordo com Ana Lucia Melo, diretora-adjunta do Ethos, uma das principais contribuições da novidade será distinguir empresas que mantêm as boas práticas apenas no marketing daquelas que de fato as colocam em prática. Em contrapartida, o conselheiro da ForFuturing, consultoria de sustentabilidade empresarial, Ed Morata, afirma que técnicas de mensuração de ESG ainda estão relativamente pouco avançadas, o que é um desafio até para empresas que têm comprometimento real com a causa. Também ressalta que a aparente diminuição em fraudes de ESG não se deve apenas à benevolência de empresas, pois o custo de ser pego cometendo esses atos é cada vez mais danoso às reputações. As primeiras notas de ESG para empresas, já sob o novo critério, devem ser divulgadas em outubro deste ano. Atualmente, empresas como JBS, Natura e Banco do Brasil usam as ferramentas de autoavaliação do Ethos. 

*Quer receber alerta da publicação das notas do Radar Econômico? Siga-nos pelo Twitter e acione o sininho.

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)