Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

Como o Auxílio Emergencial salvou os índices de inadimplência do Nubank 

Instituição reportou prejuízo de 45 milhões de dólares e aumento da inadimplência

Por Josette Goulart 17 Maio 2022, 10h05

O Nubank divulgou seu balanço do primeiro trimestre de 2022 reportando um prejuízo de cerca de 45 milhões de dólares. A boa notícia é que foi um prejuízo menor do que o primeiro trimestre de 2021 quando registrou perdas de 49 milhões de dólares. Mas o que chamou a atenção no resultado da instituição foi o crescimento da inadimplência da carteira de crédito. O índice que mede os atrasos acima de 90 dias cresceu 0,7 ponto percentual para 4,2% e o índice com atrasos entre 15 e 90 dias subiu de 2,6% para 3,7%. O Nubank diz que se fossem ajustados pela sazonalidade e mix de produtos, os índices teriam subido apenas 0,3 ponto e no caso dos atrasos abaixo de 90 dias teria ficado inalterado.

Mas as notas explicativas do balanço contam como o Auxílio Emergencial foi responsável pela redução da inadimplência no período e como melhoraram os índices de risco da instituição. Entretanto, o próprio Nubank nota que com a queda dos valores pagos pelo governo ao longo de 2021 aumentou o risco da carteira de crédito, fazendo voltar aos níveis pré-pandemia. O índice de inadimplência com atraso acima de 90 dias chegou ao pico no segundo trimestre de 2020 aos 6,1% e caiu a 2,7% no primeiro trimestre de 2021, subindo ao longo do ano e agora chegando aos 4,2%. O Nubank tem hoje quase 60 milhões de clientes sendo 40 milhões de clientes ativos. 

*Quer receber alerta da publicação das notas do Radar Econômico? Siga-nos pelo Twitter e acione o sininho.


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)