Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

Cade investiga sindicato de autopeças por prática anticompetitiva

Superintendência diz ter indícios de que sindicato conduziu empresas para fechar mercado de peças de reposição

Por Josette Goulart 25 out 2021, 16h47

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) abriu um processo para  investigar se o Sindicato da Indústria de Componentes para Veículos Automotores (Sindipeças) promoveu práticas anticompetitivas no mercado de peças de reposição do setor automobilístico, especialmente de filtros automotivos. Segundo a justificativa da superintendência geral do Cade, diversos processos administrativos em investigações contra empresas mostraram indícios da participação do Sindipeças em práticas anticompetitivas nos mercados de rolamentos antifricção, amortecedores, filtros, pistões e autopeças de reposição. O sindicato teria convocado seus membros para reuniões em que os temas seriam  “preços” e “aumento de matéria prima”, “identificada como sendo a senha para reajuste de preços pelos fabricantes de autopeças.” 

Em nota ao Radar Econômico, o Sindipeças diz refutar a suspeita e que vai demonstrar que não houve participação da entidades nos atos indevidos. “Suas ações estão baseadas em rígidos critérios de compliance, previstos em Código de Conduta amplamente divulgado para associados, colaboradores, parceiros e fornecedores.”

Publicidade