Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

Brasil vive retirada em massa de dinheiro dos fundos de ações

Juros afastam investidor do risco

Por Felipe Erlich Atualizado em 10 jun 2022, 18h57 - Publicado em 11 jun 2022, 10h00

O mercado de fundos de ações registrou retiradas de recursos em todos os meses do ano até maio, com uma saída de 47,4 bilhões de reais. Nesse período, a queda do patrimônio líquido do setor foi de 11,6% , em oposição ao ganho de 12,2% ocorrido nos mesmos meses de 2021. A Anbima, associação de entidades do mercado financeiro que compila os dados, destaca a taxa de juros como principal fator que distingue os dois períodos. A taxa Selic estava em 12,75% em maio deste ano, enquanto era de apenas 3,5% em maio passado. Ao comentar perspectivas para o restante de 2022, Pedro Rudge, vice-presidente da associação, diz achar que estamos próximos de um pico da taxa de juros. Se confirmado, a força da tendência que favorece a renda fixa em detrimento das ações pode diminuir, segundo ele, estimulando investimentos de maior risco. Tudo depende do sucesso da política do Banco Central no combate à inflação. De todo modo, o período em que experimentamos juros muito baixos para o padrão brasileiro ainda deve permanecer no passado, o que por si só estimula mais o investimento em renda fixa do que em renda variável.

*Quer receber alerta da publicação das notas do Radar Econômico? Siga-nos pelo Twitter e acione o sininho.

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)