Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Radar Econômico

Por Pedro Gil Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes e Felipe Erlich
Continua após publicidade

Bolsa estacionou no acumulado da semana. O que esperar?

VEJA Mercado: bolsa respira na sexta-feira após inflação um pouco abaixo do esperado, mas cenário doméstico ainda se mostra desafiador para próximos pregões

Por Diego Gimenes Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 11 out 2021, 18h10 - Publicado em 9 out 2021, 08h00

VEJA Mercado | Semana | 4 – 8 de outubro.

Uma semana parecida com a anterior: forte queda no início e respiro no final. No fim das contas, o Ibovespa não saiu do lugar e estacionou nos 112.833 pontos, uma leve queda de 0,06% em relação à semana anterior. O dólar, por sua vez, subiu quase 3% e está cotado a 5,51 reais. Segundo os analistas, a falta de perspectiva para o avanço das pautas econômicas do governo é o principal fator que explica o cenário. “PEC dos precatórios, auxílio Brasil e reforma do imposto de renda serão decisivos para as curvas da bolsa e do dólar, mas são questões ainda não definidas pelas autoridades”, diz Victor Beyruti, economista da Guide Investimentos.

O IPCA, divulgado na sexta, e que veio melhor do que esperavam os economistas, trouxe algum alívio para a bolsa, que subiu 2% no último dia. “Tivemos uma semana de dados econômicos mais fracos, como indústria e varejo, mas encerramos com uma inflação menor que o esperado e que pode ter impacto positivo nos papéis. Isso traz empresas que estavam com desconfiança de volta para o jogo”, avalia Flávio Aragão, sócio da 051 Capital. Resta saber se o dado será suficiente para o Ibovespa embalar nos próximos dias, ou se a agenda econômica do governo empacada vai manter o índice estacionado na casa dos 112 mil pontos.

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.