Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Radar Econômico

Por Pedro Gil Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes e Felipe Erlich
Continua após publicidade

Bancos doam mais de R$ 300 milhões para acelerar vacina no Brasil

Itaú liderou as contribuições à Fiocruz e ao Butantan

Por Machado da Costa Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 4 jun 2024, 14h12 - Publicado em 22 jan 2021, 18h07

Em balanço feito pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban), a instituição calculou que os bancos doaram 347,2 milhões de reais até agora para acelerar a produção de vacinas contra a Covid-19 no Brasil. O Itaú lidera, com folga, as doações. E a Fundação Oswaldo Cruz foi a entidade que mais recebeu recursos.

De acordo com o balanço, a Fiocruz recebeu um total de 276,1 milhões de reais para pesquisa, testagem e produção da vacina de Oxford. A maior parte veio da iniciativa Todos pela Saúde, do Itaú, que destinou 265,3 milhões de reais à Fundação. A outra instituição que doou ao órgão ligado ao governo federal foi a BV, do grupo Votorantim.

Já para o Instituto Butantan, que ajudou a desenvolver a Coronavac, chegou menos recursos, mas de mais instituições diferentes. A iniciativa Todos pela Saúde, do Itaú, entregou 50 milhões de reais ao órgão ligado ao governo de São Paulo. Bradesco (10 milhões de reais), Safra e BTG (5 milhões de reais cada um), além do BNP Paribas (916.000 reais) e do Cetelem (196.000 reais), também doaram. O total de dinheiro destinado para estudos clínicos e construção de uma fábrica para a produção da vacina chegou a 75,1 milhões de reais.

+ Siga o Radar Econômico no Twitter

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.