Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

Banco Central vai exigir gerenciamento de risco climático dos bancos

Instituto Escolhas defende que BC adote a prática de divulgação de relatórios com operações negadas pelas instituições por riscos sociais e ambientais

Por Josette Goulart 6 Maio 2021, 11h45

O Banco Central vai endurecer as regras de gerenciamento de risco social e ambiental e vai ainda exigir que os bancos passem a também se preocupar com o clima. O BC já faz exigências de responsabilidade social, mas hoje trata o risco sócio-ambiental como um só e não cobra responsabilidade sobre questões climáticas. Por isso abriu uma consulta pública para aprimorar as regras. O BC quer definir mais claramente os riscos sociais e ambientais, separadamente, e a questão climática passará a integrar o conjunto de regras de gerenciamento de risco. A expectativa é de que fiquem claras as diretrizes a serem seguidas para que uma instituição não financie a destruição do meio ambiente e muito menos crimes como trabalho escravo e infantil.

O Instituto Escolhas, uma ONG voltada para o debate de questões ambientais e sociais, diz que todas as operações associadas a violações ou a não conformidades ambientais e sociais deveriam ser sumariamente negadas pelos bancos  e o Banco Central deveria divulgar relatórios com informações detalhadas sobre as operações negadas.  O Instituto propõe o uso de três ferramentas pelos bancos: rastreabilidade, alertas e matriz de risco. As operações com riscos sociais, ambientais e climáticos devem receber um alerta de “risco” ou de “alto risco”. As instituições devem incorporar sistema de rastreabilidade para comprovar que quem recebe o recurso à qualquer prática que fere direitos trabalhistas, que polua ou destrua a biodiversidade. E também sugere a adoção de uma metodologia de Matriz de Riscos Ambientais, com base em critérios consistentes. A consulta pública do BC fica aberta até junho. 


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)