Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

Banco Central cogitou aumentar ainda mais os juros

Ata do Copom reforça risco fiscal

Por Josette Goulart 3 nov 2021, 07h54

A ata da reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) divulgada nesta quarta-feira, 03, basicamente reafirmou o que o comunicado pós-reunião indicava: em vez de aumentar em um ponto como tinha programado, o Banco Central elevou a Selic em 1,5 ponto percentual em função dos preços das commodities mais elevados  e do risco fiscal que cresceu com a possibilidade de se furar o teto de gastos. Mas o que a ata revela agora é que os diretores chegaram a considerar a possibilidade de aumentar mais de 1,5 ponto percentual. A ata também reforça que já está contratado mais 1,5 ponto para a próxima reunião. A Selic está em 7,75% ao ano e deve chegar a 9,25% ao final do ano. 


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês