Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

As costuras do Congresso para manter o Orçamento Secreto em 2022

Parecer da Comissão Mista de Orçamento faz "sugestão de reserva" para separar ao menos R$1,2 bilhão para emendas de relator, base do Orçamento Secreto

Por Victor Irajá 6 dez 2021, 17h22

A Comissão Mista de Orçamento, a CMO, aprovou, nesta segunda-feira, 6, o texto-base do relatório que define os ditames para o Orçamento de 2022. O texto prevê espaço, como “sugestão de reserva”, para dispêndios relacionados às emendas RP-9, as chamadas emendas de relator, que viraram ativo fundamental do governo de Jair Bolsonaro na execução do ‘Orçamento Secreto’.

O texto prevê, ao menos, 1,2 bilhão de reais para essas emendas — valores que poderão ser anabolizados pelos congressistas. Serão viabilizados 10,4 bilhões de reais em emendas individuais e 5,7 bilhões de reais em emendas de bancada.

Publicidade