Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

Arthur Lira está incomodado com travamento de agenda econômica no Senado

Segundo pessoas próximas, presidente da Câmara analisa que acumula toda a repercussão negativa sobre seus ombros

Por Victor Irajá Atualizado em 17 nov 2021, 14h05 - Publicado em 17 nov 2021, 14h02

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), está incomodado em assumir o protagonismo em torno da articulação e aprovação de projetos, tidos como impopulares, oriundos do Ministério da Economia, como a reforma do Imposto de Renda e a PEC dos Precatórios, para que, logo em seguida, o Senado faça corpo mole para aprovar. O ministro da Economia, Paulo Guedes, vê em Lira um “homem cumpridor de acordos”, mas está preocupado com a continuidade da agenda na Casa.

Isso porque Lira classifica em conversas reservadas que apenas ele tem se exposto publicamente, enquanto o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), empurra os projetos com a barriga. Sem o andamento no Senado, Lira teme que apenas a repercussão negativa fique em voga entre seus eleitores, sem os possíveis louros eleitorais que a agenda traria. A apreciação da reforma administrativa está em risco exatamente por essa leitura do presidente da Câmara. 

Publicidade