Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês
Radar Econômico Por Victor Irajá Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes e Felipe Erlich

Analistas duvidam que Petrobras leve adiante plano de vender refinarias

VEJA Mercado: estatal reafirma intenção de vender três refinarias, mas proximidade das eleições dificulta processo

Por Diego Gimenes 28 jun 2022, 19h14

Em meio à quarta troca na presidência da Petrobras e um dia antes de Caio Paes de Andrade assumir o posto, a estatal anunciou o plano de retomar a venda três refinarias que fazem parte do programa de desinvestimento da companhia e que respondem por 50% da capacidade de refino nacional. O momento parece não ter sido nada apropriado, como mostram relatórios de analistas divulgados nesta terça-feira, 28, que não fazem boas estimativas de preços e duvidam da venda tão próxima às eleições. Vale lembrar que um dos planos do ex-presidente Lula, caso eleito, é justamente o oposto, o de “abrasileirar” a Petrobras, sem concessões e por meio da construção de novas refinarias, já que o Brasil hoje tem problemas de abastecimento.

Para os analistas da Genial, as três refinarias poderiam ser vendidas por até 5,5 bilhões de dólares (29 bilhões de reais), um valuation baixo em relação a pares globais por causa da ausência da paridade de preços plena por parte da Petrobras. Os analistas do BTG Pactual lembram que o processo de venda de uma outra refinaria levou 21 meses para ser concluído, e que a incerteza macroeconômica e também sobre a política de preços dos combustíveis reduzirão massivamente o interesse pelos ativos. “A aquisição de uma refinaria em um mercado dependente de importação, onde os preços dos combustíveis diferem dos internacionais, aumenta os riscos de execução dos projetos e reduz seus retornos esperados”, escreveram. “A Mubadala, que adquiriu a refinaria de Mataripe, parece estar enfrentando esses obstáculos de lucratividade”, concluíram.

*Quer receber alerta da publicação das notas do Radar Econômico? Siga-nos pelo Twitter e acione o sininho.

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)