Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Radar Econômico

Por Pedro Gil Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes e Felipe Erlich
Continua após publicidade

A resposta da Azul para a queda de 40% nas ações durante a guerra

VEJA Mercado: companhia presta contas depois de questionamento da B3

Por Diego Gimenes Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO 8 mar 2022, 15h42

Se por um lado as petrolíferas ganham dinheiro com a alta do petróleo por causa da guerra, tem gente de cabelo em pé diante dos consecutivos aumentos na commodity. É o caso da Azul. A companhia aérea viu suas ações derreterem mais de 40% depois do início dos conflitos, no último dia 24. Intimada pela B3 a prestar contas sobre esse movimento, a empresa disse que constatou “oscilações atípicas nas ações de outras companhias e acredita que o impacto tenha sido causado pelo cenário geopolítico incerto”. A culpa foi para a conta do petróleo. “As tensões aumentaram os preços das commodities, em especial o petróleo, que atingiu níveis históricos, fator que impacta as operações das companhias aéreas gerando percepção negativa e instável no mercado em geral”, finalizou. As ações da Gol, concorrente direta no mercado brasileiro, caíram 35% no período. Às 15h39 desta terça-feira 8, os papéis de Azul e Gol respiravam um pouco e subiam 8,9% e 8,5%, nessa ordem.

*Quer receber alerta da publicação das notas do Radar Econômico? Siga-nos pelo Twitter e acione o sininho.


Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.