Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

A relação entre o derretimento do bitcoin e os protestos no Cazaquistão

VEJA Mercado: governo do presidente Kassym-Jomart Tokayev desligou a internet do país antes de renunciar e interrompeu a mineração da criptomoeda no país

Por Diego Gimenes Atualizado em 7 jan 2022, 18h46 - Publicado em 7 jan 2022, 17h03

Não bastasse a sinalização do Federal Reserve Bank (Fed) de que os juros devem subir antes do previsto nos EUA, o que elevou a aversão ao risco nos mercados de renda variável como um todo, a suspensão da internet no Cazaquistão promulgada pelo governo do presidente Kassym-Jomart Tokayev pouco antes de sua própria renúncia em função dos fortes protestos no país também contribuiu para a queda, em especial, do bitcoin. Às 16h25, a criptomoeda caía 3,41%, a 41.615,80 dólares, o menor valor desde setembro de 2021 e uma queda de 40% frente à máxima histórica alcançada em novembro. Somente em 2022, a criptomoeda já acumula um recuo de 12%. “Quando a China proibiu a mineração de bitcoin, as empresas migraram para outros países, como o Cazaquistão. Eles se tornaram o segundo maior minerador, atrás apenas dos Estados Unidos, com 18% do poder de processamento da rede global”, diz Bernardo Brites, CEO da Trace Finance. “É um grande risco quando se perde boa parte do poder de mineração”, pontua.

A suspensão da internet no Cazaquistão acontece em um momento que o bitcoin já vinha em uma queda que os analistas consideravam natural, após a criptomoeda bater a máxima histórica de 64 mil dólares no último mês de novembro. A expectativa dos analistas é que o ativo acentue o movimento de queda nos próximos dias. “Quando cai, começa uma cascata de liquidação. Diante da situação de momento, acredito que a próxima região de suporte para novos compradores será entre 33 mil dólares e 36 mil dólares”, avalia Lucas Passarini, da MezaPro. Seja na bolsa de valores ou no mercado de criptomoedas, está difícil ganhar dinheiro neste início de 2022.

*Quer receber alerta da publicação das notas do Radar Econômico? Siga-nos pelo Twitter e acione o sininho.

Publicidade