Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Radar Econômico

Por Pedro Gil (interino)
Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes e Felipe Erlich
Continua após publicidade

A faca de dois gumes no expressivo resultado do Nubank

VEJA Mercado: companhia tem lucro acima do esperado por analistas, mas ações caem 6,5% em um dia

Por Diego Gimenes Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 13 Maio 2024, 22h43 - Publicado em 17 ago 2023, 19h17

A fintech Nubank reportou um lucro líquido de pouco mais de 1 bilhão de reais no segundo trimestre do ano, revertendo um prejuízo de 150 milhões de reais no mesmo período de 2022. O resultado é considerado expressivo por alguns analistas, que enxergam os números como uma surpresa positiva. “Depois de um excelente primeiro trimestre, a barra estava elevada para o segundo trimestre, mas o Nubank conseguiu superar novamente”, avaliam os analistas do BTG Pactual em relatório enviado a clientes. As ações do Nubank chegaram a subir 4% no chamado “pós-mercado”, mas, quando o pregão abriu, a valorização deu lugar à perda de valor.

As ações da fintech, negociadas na bolsa de Nova Iorque, fecharam o dia em forte queda de 6,5%. O movimento oposto ao esperado em razão do resultado expressivo se dá pela venda de uma porcentagem da participação de David Vélez, fundador e CEO do Nubank. O executivo vendeu cerca de 3% de sua fatia a um preço de 950 milhões de reais. É a primeira vez que Vélez se desfaz de ações da companhia desde o seu IPO, realizado em novembro de 2021. Oficialmente, a explicação é que parte do dinheiro será destinada à entidade filantrópica que possui em parceria com sua esposa.

O alto volume de ações no mercado fez os preços se desvalorizarem. Em novembro de 2022, o mesmo executivo abriu mão de um plano de remuneração extra que detinha na companhia.

Siga o Radar Econômico no Twitter

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.