Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Radar Econômico Por Victor Irajá (interino) Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

A bomba orçamentária que vem da Receita, do BC e da Polícia Federal

VEJA Mercado: situação do governo só vai se agravando já que não tem Orçamento para reajustes; nos EUA se fala em mais juros

Por Josette Goulart 19 abr 2022, 09h09

VEJA Mercado | Abertura | 19 de abril

Os investidores estão atentos à situação do governo federal com os servidores que só se complica a cada dia.  Operação padrão na Receita Federal, apagão de dados do Banco Central com a greve dos servidores e agora os policiais federais ameaçando movimentos por conta das promessas de reajustes não cumpridas. O governo chegou a sinalizar que em vez de reajustar só policiais, daria um reajuste linear de 5%. Não agradou ninguém, muito menos os policiais que tinham a promessa de ter 1,7 bilhão do reais do Orçamento para reestruturar e dar reajuste à categoria, o que responderia por um aumento de até 30% nos salários.

Agora em vez dos 5%, já se fala em um reajuste um pouco maior. O problema é de onde tirar esse dinheiro. Para dar o reajuste de 5%, seriam necessários 12 bilhões de reais do Orçamento. Se for mais… Assim como todo brasileiro, os servidores federais também sentiram o efeito da inflação, que corroeu de forma generalizada os salários. A bomba orçamentária está nas mãos do Paulo Guedes.

Mas o cenário internacional também está no radar. Nos Estados Unidos, alguns dirigentes do Banco Central já começam a falar em aumentar os juros mais do que se esperava já na próxima reunião. Juros mais altos nos Estados Unidos, significa menos dinheiro para os outros países. Na China, os lockdowns seguem, mas o governo anunciou ajuda a determinados setores. 

*Quer receber alerta da publicação das notas do Radar Econômico? Siga-nos pelo Twitter e acione o sininho.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)