Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Paraná Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por VEJA Correspondentes
Política, negócios, urbanismo e outros temas e personagens paranaenses. Por Guilherme Voitch, de Curitiba
Continua após publicidade

Sem agenda de rua, Richa vai focar em campanha na tevê e rádio

Tucano usará horário eleitoral para se defender; aliados temem desgaste em eventos abertos

Por Guilherme Voitch
Atualizado em 30 jul 2020, 20h19 - Publicado em 20 set 2018, 17h19

O ex-governador Beto Richa (PSDB) vai manter a campanha ao Senado apesar da sua prisão na Operação Rádio Patrulha. O tucano irá utilizar seu tempo de televisão e de rádio e algumas entrevistas à imprensa para se defender perante a opinião pública. A campanha na rua, no entanto, está suspensa para evitar qualquer desgaste a mais para o tucano. A avaliação é de que haveria grande possibilidade do ex-governador ser hostilizado.

Nesta quinta-feira, 20, em entrevista à RPC TV, afiliada da Rede Globo no Paraná, Richa disse não se lembrar do áudio em que diz para o então amigo e empresário Tony Garcia, delator do esquema, que “fosse pra cima” cobrar a propina de um empreiteiro. “Estou aguardando a perícia das fitas. Ver se é minha voz mesmo, ver em que contexto é aquela conversa, se teve montagem, se teve edição. Vamos aguardar”, disse.

O tucano foi preso no âmbito da Operação Rádio Patrulha, que apura um esquema de conluio entre e agentes públicas e empreiteiros, em obras de manutenção de estradas rurais no interior do estado. Na investigação, que conta com documentos, gravações e vídeos, o Ministério Público sustenta que Richa era o principal beneficiário da propina paga pelos empreiteiros.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.