Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

O Som e a Fúria

Por Felipe Branco Cruz
Pop, rock, jazz, black music ou MPB: tudo o que for notícia no mundo da música está na mira deste blog, para o bem ou para o mal
Continua após publicidade

Golpista do polêmico Fyre Festival quer fazer segunda edição de fiasco

Em 2017, evento que prometia luxo e badalação nunca aconteceu – e virou piada

Por Gabriela Caputo 13 abr 2023, 17h16

Em 2017, um festival que prometia ostentação e companhias famosas nas Bahamas se provou um completo fiasco. Os afortunados, que na época gastaram até 12.000 dólares em ingressos para o chamado Fyre Festival, passaram vergonha. Agora, o golpista e idealizador do projeto, Billy McFarland, anunciou que está determinado em fazer acontecer uma segunda edição do evento que, na verdade, nunca aconteceu. Em seu Twitter, até incentivou seus seguidores a dizerem porque deveriam ser convidados para a festa. McFarland foi condenado a seis anos de prisão em 2018, mas desde março de 2022 está em liberdade condicional.

O festival fracassado foi retratado em dois documentários lançados em 2019: Fyre Festival – Fiasco no Caribe, da Netflix, e Fyre: O Festival que Nunca Aconteceu, do Hulu. Se tivesse ocorrido conforme foi vendido, o pacote ambicioso incluía um fim de semana de acomodações luxuosas e gastronomia de ponta em uma ilha paradisíaca: chegando lá, os enganados se depararam, na verdade, com tendas mal instaladas e sanduíches simplórios de queijo. A line-up trazia nomes de Blink- 182 e Major Lazer, e celebridades bombadas como as modelos Kendall Jenner e Alessandra Ambrósio estariam presentes. Nenhum serviço estava disponível, atrações musicais foram canceladas e, para completar a catástrofe, os convidados tiveram dificuldades para sair da ilha.

Depois de sua prisão, McFarland deu entrevistas em que dizia estar arrependido, e prometia compensar os erros. Questionado no Twitter se não deveria estar preso, ele respondeu: “É do melhor interesse daqueles a quem devo que eu esteja trabalhando. As pessoas não estão sendo pagas de volta se eu sentar no sofá e assistir TV. E porque cumpri minha pena”, escreveu.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.