Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

O Som e a Fúria

Por Felipe Branco Cruz
Pop, rock, jazz, black music ou MPB: tudo o que for notícia no mundo da música está na mira deste blog, para o bem ou para o mal
Continua após publicidade

Fãs do Metallica se irritam com ‘Stranger Things’ – por um motivo surreal

A faixa 'Master of Puppets' subiu 158 posições e agora ocupa a parada do Top 50 Global do Spotify, mas metaleiros não gostaram nada; entenda a razão

Por Felipe Branco Cruz Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 4 jul 2022, 17h06 - Publicado em 4 jul 2022, 15h29

Um dos clássicos do Metallica, Master of Puppets, lançado em março de 1986, voltou a ocupar os primeiros lugares das paradas de sucesso após aparecer no último episódio da série Stranger Things, da Netflix. A canção atingiu neste domingo, 3, sua mais alta colocação até o momento, o 26º lugar do Top 50 Global do Spotify, galgando 158 posições desde a semana passada.

Fenômeno semelhante ocorreu com a música Running Up That Hill, de Kate Bush, que atingiu o primeiro lugar do Spotify e também da Billboard após aparecer na mesma série. A diferença é que Kate Bush há anos não se apresenta ao vivo ou lança nada inédito. Já o Metallica está em turnê, inclusive tendo feito shows no Brasil em maio. Na série, o personagem de Eddie (Joseph Quinn) toca a música na guitarra durante uma incursão dos personagens ao Mundo Invertido.

A música Master of Puppets, do Metallica, atingiu o 26 lugar do Spotify neste domingo, 3
A música Master of Puppets, do Metallica, atingiu o 26 lugar do Spotify neste domingo, 3 (Spotify/Divulgação)

Ao contrário dos fãs de Kate Bush, que celebraram a descoberta da cantora pelos mais jovens, os fãs de heavy metal não estão gostando nada da popularização da música. No Twitter, os fãs reclamaram que agora, a música será tocada a exaustão em todos os lugares, como se isso fosse um problema.

Continua após a publicidade

O fenômeno da ressurreição de velhos hits se tornou comum nos últimos anos, motivado pelo uso das canções nas trilhas sonoras de filmes, séries de TV, videogames — e, claro, nas onipresentes redes sociais. Músicas lançadas décadas atrás voltaram às paradas. A canção Dreams, do Fleetwood Mac, é um desses exemplos. O clássico da fossa roqueira é de 1977, mas voltou ao topo dos rankings após viralizar em 2020 no TikTok, com o vídeo de um skatista ouvindo a música enquanto bebia suco de cranberry. A rede chinesa também foi responsável pelo ressurgimento do Abba. Graças aos vídeos de adolescentes dançando músicas do grupo sueco, os quatro integrantes voltaram a se reunir e, no ano passado, quatro décadas após a separação, lançaram um disco de inéditas. Nos cinemas, o filme The Batman, com Robert Pattinson, tirou do limbo a soturna Something in the Way, do Nirvana. Na época do lançamento, há 31 anos, ela não entrou nas paradas. Agora, fez sua estreia tardia na Billboard.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.