Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
O Som e a Fúria Por Felipe Branco Cruz Pop, rock, jazz, black music ou MPB: tudo o que for notícia no mundo da música está na mira deste blog, para o bem ou para o mal

Bowie se declara ‘messias do rock’n’roll’ em filme ovacionado em Cannes

Exibido no festival francês, documentário ‘Moonage Dream’ apresenta cenas raras e uma mensagem surpresa do cantor aos fãs

Por Jennifer Queen, de Cannes Atualizado em 26 Maio 2022, 02h08 - Publicado em 25 Maio 2022, 12h21

O glamouroso tapete vermelho do Festival de Cannes encheu-se de gente com relâmpagos azul e vermelho pintados no rosto. Símbolo facilmente atrelado a David Bowie (1947-2016), desde o lançamento do seu álbum Aladdin Lane em 1973, a homenagem comemorava o lançamento do primeiro documentário sobre o autor desde a sua morte em 2016, Moonage Dream, na sessão de meia-noite da segunda-feira. 23.

Para o diretor Brett Morgen, o filme era uma experiência, ou melhor, uma odisseia cinematográfica, criada a partir de milhares de horas de gravações inéditas, e do acervo oficial de Bowie. Imagens do artista em entrevistas, clipes, gravações, são intercaladas com pinturas de sua autoria e uma colagem dos artistas e da produção ocidental do século XX: de Oscar Wilde e James Baldwin passando por trechos de filmes como 2001: Uma Odisseia no Espaço. Com 2 horas e 20 minutos de duração, a intenção do filme não era revelar o verdadeiro Bowie, e nem mesmo explorar a sua vida pessoal, mas oferecer ao público um tempo extra com ele.

Moonage Daydream, título emprestado de uma das músicas mais emocionantes do clássico disco Ziggy Stardust and the Spiders from Mars (1972), começa com um trecho de Bowie sobre a morte de Deus, conforme decretada pelo filósofo alemão Friedrich Nietzsche. Segundo o artista, o espaço deixado dentro de nós precisava ser preenchido por alguma outra coisa. Talvez a sua música, ou talvez o próprio artista. Em uma das muitas entrevistas usadas na obra, Bowie diz que gostaria de ser um messias do rock’n’roll, um messias que veio do espaço. Personas do músico, como Ziggy Stardust e o Thin White Duke, se fundem com o David Bowie de dia de semana, em imagens que percorrem os seus quase 50 anos de carreira. As 2.000 pessoas da sala de exibição em Cannes vibraram com trechos de clipes e músicas, como Space Oddity, Starman e, claro, Moonage Daydream.

Depois dos créditos, uma surpresa: uma mensagem de Bowie, agradecendo ao público, e dizendo que aprendeu muito sobre todos nós naquele encontro. “We’ll meet again, we’ll meet again. Don’t know where, don’t know when” (Nos encontraremos de novo, nos encontraremos de novo. Não sei quando, nem onde), entoou, na música de Vera Lynn. O Grand Théâtre Lumière, uma das principais salas de cinema do mundo, explodiu em aplausos por quase 10 minutos, da orquestra ao balcão. Depois de agradecer a todos, Morgen falou sobre a influência de David Bowie em sua trajetória. “Bowie mudou a minha vida aos 13 anos, e agora de novo, ao fazer este filme.” Estrelas nunca morrem.

 

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)