Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Noblat

Por Coluna Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
O primeiro blog brasileiro com notícias e comentários diários sobre o que acontece na política. No ar desde 2004. Por Ricardo Noblat. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

O novo sopro feminino do jazz (por Flávio de Mattos)

Música

Por Flavio de Mattos
22 jan 2021, 14h00

As lives foram as grandes protagonistas no mundo da música, em 2020. O isolamento social, determinado pela pandemia do covid-19, estabeleceu esse novo tipo de relação entre músicos e plateia. Por sua vez, as lives atuaram para ampliar o público e dar visibilidade a artistas jovens, com trabalhos de qualidade, porém pouco conhecidos. No jazz, se destacaram especialmente duas excepcionais saxofonistas, compositoras e arranjadoras, de quem ouviremos falar muito neste 2021.

Uma delas é a inglesa Nubya Garcia, 30 anos, chamada de “Imperatriz” no meio jazzístico londrino. Representante da cena alternativa de Camden Town, na Grande Londres, sua música mistura o jazz clássico com ritmos latinos e africanos, além de uma pitada de música eletrônica. O som de seu sax tenor tem sido comparado ao sopro de grandes lendas como Dexter Gordon ou Sonny Rollins.

Em 2020, Nubya Garcia lançou o álbum Source (Concord), que a revista Jazz Times classificou como um dos dez melhores discos de jazz do ano passado. “No disco, expresso meus pensamentos e sentimentos sobre as questões de identidade, história familiar, coletivismo e conexões. Queria saber mais coisas sobre a origem da minha família e sobre minhas raízes” explica a artista, que é filha de imigrantes da Guiana Inglesa.

Aqui temos a live de Nubya Garcia e sua banda, com três músicas desse álbum: Source; Pace; e Boundless Beings.

Continua após a publicidade

Outra jazzista que também se destacou em 2020, foi a jovem americana Laketia Benjamin. Com 36 anos, ele foi considerada uma das Estrelas em Ascensão no Sax Alto, listadas pelos críticos da revista DownBeat. Carismática e elétrica, Laketia Benjamin promove a fusão do jazz tradicional com os modernos hip hop, soul e rythm’blues. Lakecia Benjamin tem sido figura de destaque nas bandas de grandes estrelas como Stevie Wonder, Alicia Keys, Macy Gray, Gregory Porter, entre outros.

Em seu primeiro álbum solo ReTox (2012), o som do funk e do soul predominavam no jazz de Lakecia Benjamin. Já no segundo disco, Rise Up (2018), ela envereda por baladas de pegada mais pop, com pitadas eletrônicas. Contudo, em 2020 Benjamin ingressou na linha de frente do jazz com o álbum Pursuance: The Coltranes (Ropeadope), uma homenagem a Alice e John Coltrane.

Continua após a publicidade

Lakecia Benjamin conta ter se impressionado com a espiritualidade da música de Alice Coltrane quando tinha ainda 13 anos. Só muito depois ela viria ouvir falar de Jonh Coltrane. Ri quando conta ter pensado que ele seria um irmão de Alice. Nesse álbum, Benjamin buscou estabelecer um nível de igualdade para o trabalho dos dois, por acreditar que a obra de Alice acabou ficando ofuscada pelo mito do John Coltrane.

No vídeo a seguir, Lakecia Benjamin apresenta o tema de Jonh Coltrane Spiral, uma das músicas do álbum Pursuance: The Coltranes.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.