Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Noblat Por Coluna O primeiro blog brasileiro com notícias e comentários diários sobre o que acontece na política. No ar desde 2004. Por Ricardo Noblat. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Na última semana, o tom aumenta

MEMÓRIAS DO BLOG

Por Ricardo Noblat Atualizado em 30 jul 2020, 20h18 - Publicado em 25 set 2018, 12h00

Texto do dia 25/09/2006

Aldo Rebelo (PC do B-SP), presidente da Câmara, vê na oposição o desejo de golpe contra Lula.

Os sinais seriam: primeiro, as declarações de que a eleição presidencial vai para o segundo turno; segundo, a tese de que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pode cassar a diplomação de Lula em caso de reeleição.

– Há uma campanha entre os adversários do presidente Lula querendo levar a eleição para o segundo turno independente da vontade do eleitoral, porque acha que assim é melhor. Mas eu pergunto: melhor para quem, cara pálida? Quem tem que decidir é o povo. (…) Achar que vai substituir a vontade do povo brasileiro pelo tapetão dos tribunais é brincar com a democracia, com a vontade do povo brasileiro. O desejo dessas vozes das trevas, das vozes do desespero (…) não encontrará respaldo no Tribunal Superior Eleitoral, porque o TSE não vai acolher nenhum tipo de chicana, de atalho e de conspirata para tirar do povo o direito de eleger seu presidente.

Talvez valha recordar a Aldo Rebelo a declaração que Lula fez ontem em Sorocaba (SP), também antecipando o resultado das eleições:

– Se alguém achar que a campanha presidencial vai para o segundo turno, vai ter de esperar para concorrer em 2010, porque esta nós matamos é no dia 1º de outubro. Dia 1º de outubro é dia de a onça beber água. Essa oncinha está com sede.

Seria sinal de golpe?

Continua após a publicidade

Publicidade