Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Noblat Por Coluna O primeiro blog brasileiro com notícias e comentários diários sobre o que acontece na política. No ar desde 2004. Por Ricardo Noblat. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Desafio à coragem do capitão

Entre a Velha e a Nova Política

Por Ricardo Noblat Atualizado em 30 jul 2020, 19h44 - Publicado em 12 Maio 2019, 07h00

O candidato disposto a quebrar o sistema uma vez eleito como prometeu durante a campanha passada, o presidente da República que investe contra o establishment por não fazer parte dele, tem agora uma oportunidade de ouro para provar que fala a verdade.

O Congresso enviou para seu exame um projeto de lei que prevê anistia a multas aplicadas a partidos que não destinaram devidamente recursos para promover a participação feminina na política. Caberá a ele concordar ou não com o projeto.

Desde a sua criação em 1995, a Lei dos Partidos sofreu pelo menos 19 alterações, segundo o jornal O Estado de S. Paulo. Quer dizer: uma alteração a cada 14 meses. E todas para beneficiar os próprios partidos em falta com suas obrigações.

Pelo menos 9 projetos de lei foram apresentados para anistiar multas de candidatos e de partidos. Somente um foi aprovado. Bolsonaro terá de decidir até a próxima sexta-feira se veta ou se sanciona o mais recente – algo como R$ 70 milhões.

Manda a lei que os partidos destinassem o mínimo de 5% das verbas do Fundo Partidário para promover participação das mulheres na política. A maioria deles desobedeceu a lei. Se Bolsonaro negar a anistia, o Congresso poderá derrubar seu veto.

Em teste, a coragem de Bolsonaro para contrariar os partidos no momento em que mais precisa de votos para aprovar a reforma da Previdência e a Medida Provisória 870 que extinguiu, fundiu ministérios e deu uma nova configuração administrativa ao governo.

Se ele sancionar o projeto de lei será o primeiro presidente da República desde 1995 a autorizar uma anistia para multas devidas pelos partidos. Espera-se que vete, quando nada para sustentar a história de que existe uma Nova Política em contraposição à Velha.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês