Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Matheus Leitão Blog de notícias exclusivas e opinião nas áreas de política, direitos humanos e meio ambiente. Jornalista desde 2000, Matheus Leitão é vencedor de prêmios como Esso e Vladimir Herzog

Se eu pudesse voltar no tempo, Bruno Pereira…

Assim eu faria

Por Matheus Leitão Atualizado em 21 jun 2022, 10h02 - Publicado em 18 jun 2022, 17h54

Se eu pudesse voltar no tempo, Bruno Pereira, escreveria ainda mais sobre os índios isolados e de recente contato, povo brasileiro que você mais amou e respeitou.

Se eu pudesse voltar no tempo, Bruno Pereira, diria a você que eu não via somente o funcionário público admirável, mas o ser humano exemplar.

Se eu pudesse…

Continua após a publicidade

Se eu pudesse voltar no tempo, Bruno Pereira, contaria que percebi várias vezes que você não era só o maior indigenista da história do Brasil, mas um pai amoroso.

Se eu pudesse voltar no tempo, Bruno Pereira, exporia a você como era bonita ver sua admiração por Beatriz Matos, sua companheira de vida – outra profunda conhecedora da Amazônia.

Se eu pudesse…

Continua após a publicidade

Se eu pudesse voltar no tempo, Bruno Pereira, pediria para você falar de novo o idioma dos Korubos, indígenas isolados com quem você estabeleceu a ponte por absoluta necessidade na sua expedição em 2019. E te falaria que os Korubo do Coari tiveram sorte de encontrá-lo nesse primeiro contato com um brasileiro não indígena, porque você estava ali apenas para protegê-los.

Se eu pudesse…

Continua após a publicidade

Se eu pudesse voltar no tempo, Bruno Pereira, gritaria para que mais gente lesse a reportagem quando o entrevistei em 2019, após sua exoneração da Funai.

Se eu pudesse voltar no tempo, Bruno Pereira, exigiria que lessem o motivo de os povos indígenas serem considerados isolados e as diferenças entre os diversos povos, como você me ensinou.

Se eu pudesse…

Continua após a publicidade

Se eu pudesse voltar no tempo, Bruno Pereira, reverberaria que você era um organizador de expedições na Amazônia extremamente capacitado, inigualável. E que você amava o Vale do Javari como ninguém.

Se eu pudesse voltar no tempo, Bruno Pereira, escreveria ainda mais que as mudanças nos comandos regionais da Funai eram perigosas para o país – e que elas indiretamente levariam ao seu assassinato.

Se eu pudesse…

Continua após a publicidade

Se eu pudesse voltar no tempo, Bruno Pereira, ligaria para você para dizer que meu tio Cláudio esteve na Amazônia com seu sogro Kleber na década de 70 e que no caminho passaram para visitar a minha mãe. E brincaria sobre mais essa coincidência que a vida nos presenteou, apenas para tirar aquela sua risada desconfiada.

Se eu pudesse…

Continua após a publicidade

Se eu pudesse voltar no tempo, Bruno Pereira, aceitaria os pedidos que você fazia para eu cuidar da minha saúde de vez em quando, em vez de me perder no dia a dia.

Se eu pudesse voltar no tempo, Bruno Pereira, revelaria para você que o futuro sem ti é estranho porque agora vejo todos falando de você no passado, quando queria muito, e o Brasil precisaria muito, que você estivesse presente.

Se eu pudesse…

Continua após a publicidade

Se eu pudesse voltar no tempo, Bruno Pereira, diria que o presidente da República fez o que sempre faz, culpou vítimas e inocentou criminosos.

Se eu pudesse voltar no tempo, Bruno Pereira, aceitaria que você chamasse minha atenção sobre mais uma região amazônica devastada pela extrema-direita.

Se ao menos eu pudesse voltar no tempo, Bruno Pereira, para te dar um último abraço.

Assim, eu faria…

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)