Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês
Matheus Leitão Blog de notícias exclusivas e opinião nas áreas de política, direitos humanos e meio ambiente. Jornalista desde 2000, Matheus Leitão é vencedor de prêmios como Esso e Vladimir Herzog

Por Bolsonaro, Mourão manda forte recado para Alexandre de Moraes

General volta à cena com discurso alinhado ao de seu Capitão

Por Matheus Leitão Atualizado em 8 ago 2022, 14h54 - Publicado em 2 ago 2022, 11h56

Nesta segunda, 1º, o vice-presidente Hamilton Mourão mandou um forte recado ao ministro Alexandre de Moraes, que presidirá o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) durante as eleições.

Faltando 14 dias para Moraes assumir o cargo no lugar de Edson Fachin, o general Mourão disse esperar que o novo presidente do TSE “se comporte” à frente das eleições.

“Eu espero que ele se comporte de acordo com as regras. Ele não tem o VAR. Ele é o juiz e não tem VAR. Tem que ser bem circunspecto e bem atento em todas as coisas que tem que fazer”, afirmou Mourão, num recado típico de bolsonaristas que querem colocar sob suspeita a atuação e a isenção de Moraes, assim como a lisura da Justiça Eleitoral.

O vice-presidente ainda aproveitou para criticar mais uma vez o inquérito das fake news, alvo de ataques constantes de bolsonaristas.

“Eu critico é a questão, por exemplo, desse inquérito que eu julgo que está totalmente errado. A pessoa ser responsável pelo inquérito, denunciar e julgar quando ele também é um dos ofendidos no inquérito. Então, eu acho meio complicado isso aí. Acho que isso é poder demais e o poder demais ele corrompe”, afirmou Mourão.

Continua após a publicidade

Ao fazer esse movimento, o General sinaliza que voltou a bater continência para o seu Capitão.

Embora os seguidores do presidente Jair Bolsonaro insistam em criticar o inquérito, a legalidade do processo foi atestada pelo plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) em junho de 2020. As dúvidas que haviam sobre o inquérito foram sanadas quando os ministros, por 10 votos a 1, aprovaram o processo no formato em que foi criado.

Apesar de ter causado estranheza no início, já que foi aberto por Moraes sem a provocação da Procuradoria-Geral da República (PGR), a decisão do plenário acabou com as dúvidas sobre a regularidade do processo.

Como o Radar mostrou nesta terça, 2, coincidentemente um dia após as declarações de Mourão, o presidente Bolsonaro voltou a criticar Alexandre de Moraes.

“O Alexandre de Moraes está fazendo tudo de errado nesse caso, mas não vai ter sucesso no final”, provocou o presidente ao falar do inquérito em que Bolsonaro e o ajudante de ordens são investigados por quebra de sigilo da apuração sobre o ataque hacker ao TSE.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)