Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Matheus Leitão Blog de notícias exclusivas e opinião nas áreas de política, direitos humanos e meio ambiente. Jornalista desde 2000, Matheus Leitão é vencedor de prêmios como Esso e Vladimir Herzog

João Doria se agarra em três armas para vencer a guerra no PSDB

Entenda o que o ex-governador de São Paulo tem avaliado para se manter na disputa

Por Matheus Leitão Atualizado em 20 Maio 2022, 14h45 - Publicado em 17 Maio 2022, 15h44

Enquanto a cúpula do PSDB tenta dar uma rasteira em João Doria, o ex-governador de São Paulo tem mostrado resiliência, sempre buscando alternativas e motivos para se manter na disputa presidencial.

Taxado como traidor por tucanos como Geraldo Alckmin, ele viu o hoje desafeto abandonar o partido e se unir ao PT, sendo oficializado como vice na chapa de Lula.

Quem será o traidor agora para a Executiva Nacional do PSDB? Os dirigentes se reunem nas costas de Doria para tentar apoiar o MDB e Simone Tebet como candidata.

Em meio a isso, o partido cobra desempenho nas pesquisas – porém a própria briga interna, incluindo no período das prévias, atrapalha não só o crescimento nos levantamentos, mas a leitura pelos eleitores de que Doria é sim um real candidato à presidência.

JUSTIÇA E RECURSOS

Continua após a publicidade

A disputa interna tucana tem levado a situações extremas.

Como mostrou o Radar, o ex-governador de São Paulo quer que, se tudo der errado, a Justiça obrigue a legenda a cumprir o resultado das previas partidárias, que ele, Doria, ganhou democraticamente.

A divisão dos recursos é outro desafio. Ela é elaborada pela Executiva Nacional – a mesma que tem rejeitado seu nome como candidato – até o final de julho. Há a ameaça de que os líderes do PSDB o atrapalhem secando os recursos, se ele consegue manter a candidatura presidencial.

Ocorre que a repartição das verbas partidárias precisa seguir um critério.

De acordo com o próprio estatuto do partido, não há como garantir recursos apenas para deputados, senadores e governadores, sem dar a fatia do eventual candidato a presidente do PSDB.

É assim, no meio deste vendaval, que João Doria mantém o sonho de ser candidato ao Palácio do Planalto.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)