Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Matheus Leitão Blog de notícias exclusivas e opinião nas áreas de política, direitos humanos e meio ambiente. Jornalista desde 2000, Matheus Leitão é vencedor de prêmios como Esso e Vladimir Herzog

Embaixadas brasileiras adotam campanha contra violência doméstica

A juíza Renata Gil, presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) e coordenadora do projeto, está nos Estados Unidos

Por Matheus Leitão 10 dez 2021, 19h26

A campanha “Sinal Vermelho Contra a Violência Doméstica”, que estimula mulheres que sofrem abusos, ameaças e agressões a pedir ajuda por meio de um “X” vermelho na palma da mão, será implementada nas representações diplomáticas do Brasil no exterior.

A juíza Renata Gil, presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), entidade que coordena o projeto em conjunto com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), está nos Estados Unidos, onde se reuniu com a cônsul-geral, Maria Nazareth Farani Azevêdo, e com o embaixador Ronaldo Costa Filho, chefe da Missão do Brasil junto às Nações Unidas, entre outras autoridades.

A partir de agora, as brasileiras nessa condição de vulnerabilidade poderão solicitar socorro nos postos do Itamaraty por intermédio do “X” vermelho na palma da mão.

De acordo com Renata Gil, o objetivo, além de auxiliar as vítimas, é contribuir para a internacionalização desse mecanismo silencioso de denúncia, que já salvou milhares de vidas.

“Nenhuma vítima pode ficar desamparada, não importa o local em que esteja. Nós precisamos oferecer suporte e acolhida para essas mulheres que, por viverem em território estrangeiro, podem não saber o que fazer”, explicou a magistrada.

Criada em junho de 2020 devido ao crescimento dos índices de violência contra a mulher na pandemia, a campanha levou à aprovação, pouco mais de um ano depois, da  Lei do Sinal Vermelho – Lei 14.188/2021, que ainda criminalizou a violência psicológica contra a mulher. O Distrito Federal e 16 Estados também sancionaram legislações semelhantes.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês