Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Matheus Leitão Blog de notícias exclusivas e opinião nas áreas de política, direitos humanos e meio ambiente. Jornalista desde 2000, Matheus Leitão é vencedor de prêmios como Esso e Vladimir Herzog

Clã Bolsonaro recorre a órgão que gostaria de fechar

STF é cada vez mais o destino dos pedidos da família que defendeu o fechamento do tribunal

Por Matheus Leitão Atualizado em 26 nov 2021, 22h11 - Publicado em 26 nov 2021, 22h05

A família Bolsonaro já expressou seu desejo de fechar o Supremo Tribunal Federal (STF), mas não hesita em recorrer aos ministros da Corte quando precisa se salvar.

No último episódio dessa história, o vereador Carlos Bolsonaro acionou o STF acusando os senadores Renan Calheiros e Omar Aziz de cometerem abuso de autoridade em seu relatório da CPI da Covid. No documento, os senadores pedem o indiciamento de Carlos por incitação ao crime e disseminação de fake news durante a pandemia.

Outro filho do presidente também recorre ao STF para tentar se livrar de acusações graves. Flávio Bolsonaro, suspeito de integrar um esquema ilegal de rachadinhas, terá dois recursos importantes julgados na próxima terça, 30, pela Segunda Turma. Um dos pedidos, elaborado pela defesa de Flávio, pede o arquivamento das investigações.

E não são só os filhos que querem fechar o STF mas se beneficiam dele. O presidente Jair Bolsonaro também recorreu ao tribunal nos últimos meses.

Em outubro, por exemplo, o presidente pediu aos ministros para impedir a quebra de sigilo de dados telemáticos determinada pela CPI da Pandemia. No início desta semana, o ministro Alexandre de Moraes decidiu suspender a quebra do sigilo alegando que os dados não poderiam ser usados, uma vez que a comissão já encerrou seus trabalhos.

A família Bolsonaro quer interferir no STF, mas não admite que corre para os ministros quando se sente ameaçada. Se não fosse a Corte, talvez a situação que já era ruim ficaria ainda pior para o clã.

Continua após a publicidade

Publicidade