Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Matheus Leitão Blog de notícias exclusivas e opinião nas áreas de política, direitos humanos e meio ambiente. Jornalista desde 2000, Matheus Leitão é vencedor de prêmios como Esso e Vladimir Herzog

Candidato à OAB vence eleição local e fica mais perto da nacional

Amazonense Beto Simonetti tem apoio de 23 OABs estaduais para exercer a presidência nacional da entidade a partir de fevereiro de 2022

Por Matheus Leitão 18 nov 2021, 17h24

O advogado Beto Simonetti, candidato à sucessão de Felipe Santa Cruz como presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), foi eleito conselheiro federal da entidade pelo Amazonas nesta semana.

Até o fim deste mês, todas as OABs estaduais elegerão seus novos presidentes e conselheiros estaduais e federais. Depois, em 31 de janeiro, ocorrerá a eleição do presidente nacional da Ordem, que é a maior entidade civil do país (tem mais de 1,2 milhão de inscritos).

Qualquer advogado pode disputar a presidência nacional da OAB. Ser eleito conselheiro federal não é uma exigência para pleitear o cargo. Mas “ganhar em casa” é uma vitória que deixa o candidato mais forte e legitimado para o pleito de ocupar o posto mais importante no sistema OAB.

A única exigência para registrar a candidatura é ter o apoio de, ao menos, 6 OABs estaduais – essa regra está na lei federal 8.906, conhecida como Estatuto da Advocacia. Simonetti apresentou o apoio formal de 23 OABs (apenas Bahia, Paraná, Mato Grosso do Sul e Minas Gerais não assinaram o documento e, até agora, é candidato único.

Continua após a publicidade

Publicidade