Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Matheus Leitão Blog de notícias exclusivas e opinião nas áreas de política, direitos humanos e meio ambiente. Jornalista desde 2000, Matheus Leitão é vencedor de prêmios como Esso e Vladimir Herzog

Bolsonaro: o incansável na luta contra a saúde dos brasileiros

Presidente continua atacando a vacinação das crianças

Por Matheus Leitão Atualizado em 6 jan 2022, 16h57 - Publicado em 6 jan 2022, 16h46

Leitores, parece incrível, parece inacreditável, mas o presidente Jair Bolsonaro continua atacando a vacinação das crianças contra o coronavírus, continua mentindo e negando até os dados que o seu submisso ministro da saúde já admitiu, que é o número de mortes de crianças caudadas pela doença.

Em entrevista à emissora pernambucana TV Nova, o presidente questionou os interesses por trás da imunização e citou que algumas pessoas seriam “taradas por vacina”.

“E você vai vacinar teu filho? Contra algo que o jovem por si só, uma vez pegando o vírus, a possibilidade de ele morrer é quase zero? O que está por trás disso? Qual é o interesse da Anvisa por trás disso aí? Qual é o interesse daquelas pessoas taradas por vacina?”, perguntou Bolsonaro.

A postura de Bolsonaro é, mais uma vez, o oposto do que se espera de um presidente da República. Usando palavras chulas, exaltado e negando fatos científicos, parece que ele não sabe a importância do cargo que ocupa e se comporta como um negacionista sem compromisso algum com o Brasil.

Na mesma entrevista, Bolsonaro deu a entender que nenhuma criança morreu por Covid-19 no Brasil.

“Eu pergunto: você tem conhecimento de alguma criança de 5 a 11 anos que tenha morrido de Covid? Eu não tenho. Na minha frente tem umas 10 pessoas aqui. Se alguém tem, levanta o braço. Ninguém levantou o braço na minha frente”, disse.

A informação não é verdadeira – mais uma FakeNews para lista enormes de notícias falsas divulgadas pelo presidente. O próprio Ministério da Saúde desmente o presidente e indica que foram contabilizadas 308 mortes de crianças de 5 a 11 anos desde o início da pandemia.

Depois de atrasar a vacinação da população adulta, o que gerou inúmeras mortes e atrasou a retomada da economia, Bolsonaro quer atrapalhar o processo de imunização das crianças. 

Quer, também, fazer isso em cima de mentiras. Embora o Ministério da Saúde tenha determinado nesta quarta, 5, que as crianças sejam incluídas no plano de imunização, os brasileiros ainda terão que lidar com um presidente que luta contra a saúde de seu povo.

Continua após a publicidade

Publicidade