Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Matheus Leitão Blog de notícias exclusivas e opinião nas áreas de política, direitos humanos e meio ambiente. Jornalista desde 2000, Matheus Leitão é vencedor de prêmios como Esso e Vladimir Herzog

A nova vergonha internacional de Bolsonaro atinge até a Venezuela

Ou... Por que o Kremlin, o Palácio do Planalto e o Palácio de Miraflores estão juntos...

Por Matheus Leitão Atualizado em 9 mar 2022, 08h31 - Publicado em 7 mar 2022, 16h46

A notícia de que o Kremlin divulgou, nesta segunda, 7, uma lista de países considerados hostis à Rússia é a nova vergonha internacional de Jair Bolsonaro.

Pior…

Nos une à Venezuela, que o presidente de extrema-direita tanto critica – um país que envergonha a América do Sul por conta do regime chavista de Nicolás Maduro.

Vejam vocês, leitores, quais são os 48 países que Vladimir Putin lista como inimigos principais da Rússia:

Austrália, Albânia, Andorra, Reino Unido, Alemanha, Áustria, Bélgica, Bulgária, Chipre, Croácia, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Irlanda, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Polônia, Portugal, República Tcheca, Romênia, Suécia, Islândia, Canadá, Liechtenstein, Micronésia, Mônaco, Nova Zelândia, Noruega, Coreia do Sul, San Marino, Macedônia do Norte, Singapura, Estados Unidos, Taiwan, Ucrânia (Estamos com vocês), Montenegro, Suíça e Japão.

Continua após a publicidade

Ou seja, quase o mundo inteiro.

Mas o Brasil – de Bolsonaro – e a Venezuela – de Maduro – estão fora. É quase um nó geopolítico e, de quebra, ideológico, não é?

Bolsonaro, quem diria, acabou ao lado de Putin e de Maduro, o ditador esquerdista tão beneficiado pela Rússia nos últimos anos.

Esta coluna gostaria muito, mas muito mesmo, que os bolsonaristas radicais e hidrófobos, que esbravejam tanto na internet – especialmente nas redes sociais – explicassem essa contradição.

+ A bola fora de Bolsonaro ao tentar se vangloriar no esporte

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)