Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Marcela Rahal

Por Marcela Rahal
Jornalista, repórter e apresentadora. Blog de informação e análise do cenário político nacional
Continua após publicidade

Promessa dos planos de saúde ‘não inviabiliza’ CPI, diz deputado

Aureo Ribeiro afirmou que 'se existe um acordo é porque existe um problema' e que objetivo de comissão seria investigar cancelamentos e abuso nas cobranças

Por Da Redação Atualizado em 28 Maio 2024, 14h07 - Publicado em 28 Maio 2024, 07h39

Um grupo de deputados apresentará um pedido para instauração de uma Comissão Parlamentar de Inquérito para apurar possíveis ilegalidades e falta de transparência no cancelamento unilateral de operadoras de plano de saúde. Sobre este tema, o deputado Aureo Ribeiro (Solidariedade-RJ), autor da chamada CPI dos Planos de Saúde, falou ao Ponto de Vista, de VEJA, nesta terça-feira, 28.

O deputado já colheu 275 assinaturas até o início da tarde desta terça. A expectativa, segundo o parlamentar, é chegar a 300 até o fim do dia. Antes mesmo da instalação da CPI, a coluna Radar mostrou que em reunião com o presidente da Câmara, Arthur Lira, planos de saúde prometem retomar contratos cancelados. Questionado se isso poderia inviabilizar a investigação pela comissão, Ribeiro disse que não.

“A CPI vai cumprir os dois requisitos legais, que é o fato determinado, já reconhecido pelo presidente Arthur Lira [com a reunião entre ele e representantes de operadoras], e que é a quantidade de assinaturas. Eu acho que não inviabiliza, porque se existe um acordo, é porque existe um problema. Se existe um problema, tem que ser apurado. Tem que escutar a sociedade se essa é a solução necessária. Acho que mais do que nunca a gente tem que instalar a CPI”, afirmou.

Segundo o parlamentar, caso seja necessário, ele “vai ao Supremo Tribunal Federal pedir a instalação da matéria”. “Eu vou colocar as assinaturas necessárias. e tenho certeza que esse fato histórico vai sensibilizar o presidente a instalar essa CPI tão importante de anseio da sociedade brasileira”, salientou. “A gente tem lei no Brasil, as leis precisam ser seguidas, as leis precisam ser praticadas por todos e todas e todas as empresas. E a gente tem a clareza que a gente tem que aprofundar essa investigação, não só com o fato de cancelamento, mas com abuso nas cobranças praticadas pelas operadoras de plano de saúde do Brasil”, completou o deputado.

Tragédia no RS

Além disso, o programa abordou a situação no Rio Grande do Sul com a Tenente Sabrina Ribas, Comunicação Social da Defesa Civil. A militar contou que o número de desaparecidos caiu de 56 para 53, de acordo com o último balanço, e não houve aumento no número de mortos. “A gente fica aliviado e satisfeito de ver quando reduz o número de pessoas desaparecidas e não aumenta o número de óbitos”, afirmou. Sabrina Ribas também falou sobre a passagem de um ciclone extratropical pelo estado.

“De acordo com a nossa equipe, a gente tem esse ciclone atuando no oceano. Ele trouxe uma questão de ventos muito fortes que estamos sentindo em Porto Alegre, mas nós temos também a previsão de bastante ressaca no mar por toda a extensão da costa do Rio Grande do Sul. E alguma previsão de chuva também. Essa chuva, de acordo com a previsão, vai ficar mais concentrada na região sul do estado, onde pega Pelotas e Rio Grande. O pessoal está monitorando e acompanhando. Para os próximos dias a gente tem previsto uma trégua e essa questão de ausência de chuva nos facilita pra retomada dos trabalhos e verificar áreas de risco, se as pessoas podem ou não voltar pra suas casas, acompanhamento se o nível de água tá baixando ou não…”, ponderou.

Continua após a publicidade

Sobre o programa 

O Ponto de Vista é apresentado por Marcela Rahal, transmitido ao vivo às 12h, e também trata das principais notícias do dia com o colunista Robson Bonin.

Você pode participar mandando sua pergunta em nossas redes sociais ou pelo chat.

A entrevista é transmitida simultaneamente no YouTube e na homepage da VEJA, e para os inscritos no canal da VEJA no WhatsApp.

Continua após a publicidade

YouTube: https://www.youtube.com/c/veja

Inscreva-se nos canais da VEJA nas redes sociais e fique por dentro de tudo sobre o novo programa.

Facebook: https://www.facebook.com/Veja/

Instagram: https://www.instagram.com/vejanoinsta/

Leia mais sobre o Ponto de Vista e sobre os bastidores da política nacional:

Continua após a publicidade

https://veja.abril.com.br/coluna/marcela-rahal

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.