Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Maquiavel

Por José Benedito da Silva
A política e seus bastidores. Com Laísa Dall'Agnol, Victoria Bechara, Bruno Caniato, Valmar Hupsel Filho, Isabella Alonso Panho e Adriana Ferraz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Um feito de Temer: barrar Jornal Nacional pela 1ª vez na história

Emissora, que exibiu votação de denúncia contra o presidente na Câmara, diz que programa jornalístico nunca deixara de ser exibido desde a estreia, em 1969

Por Da Redação
Atualizado em 4 ago 2017, 12h50 - Publicado em 3 ago 2017, 20h13

O presidente Michel Temer (PMDB) teve o que comemorar com a vitória – embora por placar mais magro do que gostaria – obtida na Câmara na quarta-feira, quando conseguiu barrar a denúncia contra ele por corrupção passiva feita pela Procuradoria-Geral da República e, assim, permanecer no cargo.

Mas ele pode “comemorar” também outro feito obtido no dia: conseguiu tirar  o Jornal Nacional, da TV Globo, do ar pela primeira vez em sua história quase cinquentenária – foi exibido pela primeira vez no dia 1º de setembro de 1969. Antes, já havia ocorrido de o programa começar mais tarde ou mais cedo que o horário habitual e até mesmo ser encurtado em razão de acontecimentos excepcionais, mas nunca deixou de ser transmitido.

Para transmitir ao vivo a votação, a emissora deixou de exibir o seu principal programa jornalístico e a novela das 21 horas, A Força do Querer, além de atrasar o início das transmissões dos jogos da rodada do Campeonato Brasileiro – no caso de São Paulo, o jogo Botafogo x Palmeiras começou a ser exibido já com dez minutos de bola rolando.

Durante a votação, a apresentadora do Jornal Nacional, Renata Vasconcellos, anunciou que o jornalístico não seria exibido. Minutos depois, já depois das 21 horas, quando começaria a novela de Gloria Perez, a jornalista voltou a falar, afirmando que o canal também não transmitiria o folhetim.

O canal já deixou de exibir a novela das 21 horas antes – em 2016, para transmitir a abertura dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, Velho Chico não foi ao ar.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.