Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Maquiavel

Por José Benedito da Silva
A política e seus bastidores. Com Laísa Dall'Agnol, Victoria Bechara, Bruno Caniato, Valmar Hupsel Filho, Isabella Alonso Panho e Adriana Ferraz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

São Paulo envia equipe de policiais para apurar morte de médicos no Rio

Vítimas executadas em quiosque na Barra eram de São Paulo, entre elas o irmão da deputada Sâmia Bomfim (PSOL), também de São Paulo

Por Da Redação Atualizado em 10 Maio 2024, 08h46 - Publicado em 5 out 2023, 10h32

O governo de São Paulo divulgou nota de pesar pela morte de três médicos em atentado no Rio de Janeiro, na madrugada desta quinta-feira, 5. No texto, o estado se solidariza com os familiares e amigos das vítimas e se coloca à disposição do governo do Rio de Janeiro para colaborar nas investigações. Uma equipe do DHPP (Departamento Estadual de Homicídios e Proteção à Pessoa) já foi enviada ao Rio para ajudar na apuração dos fatos.

O crime ocorreu na Barra da Tijuca. As vítimas — Marcos de Andrade Corsato, 62, Diego Ralf de Souza Bomfim, 35, e Perseu Ribeiro Almeida, 33 — são de São Paulo e estavam no Rio para participar de um congresso. Eles bebiam em um quiosque quando foram surpreendidos por três homens armados que chegaram atirando. O quarto médico foi levado ao hospital em estado grave.

Um dos médicos assassinados, Diego Bomfim, é irmão da deputada federal Sâmia Bomfim (PSOL), que é de São Paulo, e cunhado do também deputado federal Glauber Braga (PSOL-RJ). Os investigadores apuram se houve motivação política para o crime.

Segue íntegra da nota de pesar do Governo de São Paulo:

Continua após a publicidade

O Governo do Estado de São Paulo lamenta a morte dos três médicos paulistas ocorrida na madrugada desta quinta-feira no Rio de Janeiro e se solidariza com familiares e amigos das vítimas. O Estado está à disposição do governo do Rio de Janeiro para colaborar com as investigações.

Por determinação da Secretaria de Segurança Pública, a Polícia Civil está enviando uma equipe do DHPP (Departamento Estadual de Homicídios e Proteção à Pessoa) ao Rio de Janeiro para auxiliar na investigação dos fatos.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.