Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Maquiavel

Por José Benedito da Silva
A política e seus bastidores. Com Laísa Dall'Agnol, Victoria Bechara, Bruno Caniato, Valmar Hupsel Filho, Isabella Alonso Panho e Adriana Ferraz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Quanto o sumido Ciro Gomes já recebeu em salários do PDT em 2023

Ex-ministro submergiu após seu pior resultado eleitoral, em 2022, mas segue como vice-presidente do partido, que integra base aliada de Lula

Por João Pedroso de Campos Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 13 Maio 2024, 23h02 - Publicado em 3 ago 2023, 12h07

Sumido do cenário político desde que teve seu pior resultado em uma eleição presidencial, um quarto lugar na disputa de 2022, com 3% dos votos, o ex-ministro Ciro Gomes segue como vice-presidente do PDT, partido que integra a base aliada do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva – e, como tal, recebe salários do partido. Segundo a prestação de contas do PDT à Justiça Eleitoral, Ciro recebeu entre janeiro e maio 117.240,50 reais em remuneração, a título de “despesas com pessoal”. O salário do pedetista é de 23.448,10 reais mensais, que, se projetado até agosto, soma um total de 187.584,80 reais.

Desde que perdeu sua quarta eleição à Presidência, Ciro submergiu, embora volta e meia apareça em algum evento desancando o governo Lula – que o seu partido integra por meio do Ministério da Previdência, comandado por Carlos Lupi, cacique do PDT. Ciro Gomes recentemente também protagonizou uma disputa com seu irmão, o senador Cid Gomes (PDT-CE), com quem está rompido, em torno de uma aproximação do PDT com o PT no Ceará. Em uma das reuniões do partido, Cid chegou a dizer que abriria mão da vaga de candidato ao Senado em 2026 pelo irmão, para que Ciro pudesse ter um plano de saúde e pagar suas dívidas.

Enquanto segue recebendo salários do PDT, Ciro Gomes abriu uma outra frente de arrecadação. No mês passado, o ex-ministro lançou a newsletter “O Brasil Desvendado”, com suas análises políticas e econômicas. As assinaturas custam 20 reais mensais.

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.