Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Maquiavel

Por José Benedito da Silva
A política e seus bastidores. Com Laísa Dall'Agnol, Victoria Bechara, Bruno Caniato, Valmar Hupsel Filho, Isabella Alonso Panho e Adriana Ferraz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Pesquisa é duro golpe no sonho do PT de ter candidato próprio em Curitiba

Levantamento foi feito pelo instituto Paraná Pesquisas

Por Da Redação Atualizado em 14 Maio 2024, 13h10 - Publicado em 14 Maio 2024, 12h30

A pretensão do PT de ter um candidato próprio à prefeitura de Curitiba na eleição deste ano sofreu um duro golpe com o levantamento divulgado nesta terça-feira, 14, pelo instituto Paraná Pesquisas.

Segundo o levantamento, no principal cenário, o pré-candidato petista, Zeca Dirceu, tem apenas 0,8% das intenções de voto, muito abaixo dos 22,9% ostentados pelo líder da pesquisa, o vice-prefeito Eduardo Pimentel (PSD), candidato apoiado pelo prefeito Rafael Greca e pelo governador Ratinho Junior, ambos do seu partido.

Ex-líder do PT na Câmara dos Deputados, Zeca Dirceu é um dos mais aguerridos na tentativa de fazer o petismo ter um candidato próprio em Curitiba. O problema para ele é que o ex-prefeito Luciano Ducci (PSB), que boa parte da direção nacional do PT pretende apoiar, vai muito melhor que ele na pesquisa: em todos os cenários, é o perseguidor mais próximo de Pimentel – leia matéria sobre a eleição em Curitiba aqui.

Cúpula decide

O martelo sobre se o PT vai ter ou não candidato próprio ainda será batido pela Executiva Nacional do partido. A capital paranaense é uma das poucas no país em que a cúpula da legenda interferiu para tentar impor uma aliança que esteja mais em acordo com os planos nacionais da legenda – que, no fim das contas, miram a reeleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 2026.

Lula, aliás, é outro problema para o PT em Curitiba. Segundo o mesmo levantamento, 61,3% dos curitibanos jamais votariam em um candidato indicado pelo presidente. Apenas 12,4% disseram que votariam em um nome apoiado pelo petista, enquanto 23,1% disseram que poderiam votar.

Continua após a publicidade

Para efeito de comparação, Jair Bolsoanro, que derrotou Lula na capital paranaense em 2022, tem receptividade muito melhor na cidade: 26,6% dizem que votariam em um nome apoiado pelo ex-presidente enquanto 28,7% disseram que poderiam votar – outros 43,0% afirmaram que jamais votariam.

Pesquisa

O levantamento ouviu 800 eleitores de Curitiba entre os dias 8 e 13 de maio. A margem de erro é de 3,5 pontos percentuais para mais ou para menos.

 

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.