Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Maquiavel Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO

Por José Benedito da Silva
A política e seus bastidores. Com Laísa Dall'Agnol, Victoria Bechara, Bruno Caniato, Valmar Hupsel Filho, Isabella Alonso Panho e Adriana Ferraz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Oposição quer ouvir Pimenta e Lewandowski sobre investigação de fake news

CCJ da Câmara deve votar requerimentos para convocar membros do governo nesta terça-feira, 14

Por Victoria Bechara 13 Maio 2024, 14h32

A presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, a deputada bolsonarista Caroline de Toni (PL-SC), incluiu na pauta desta terça-feira, 14, pedidos de convocação dos ministros da Secretaria de Comunicação Social da Presidência, Paulo Pimenta, e da Justiça, Ricardo Lewandowski. 

Parlamentares de oposição pedem que os ministros expliquem a abertura do inquérito que apura a disseminação de notícias falsas sobre a tragédia no Rio Grande do Sul. Oito pedidos de convocação estão na pauta da CCJ, apresentados pelos deputados Marcos Pollon (PL-MS), Paulo Bilynskyj (PL-SP), Zucco (PL-RS) e Mauricio Marcon (Podemos-RS).

Os parlamentares alegam que a investigação tem objetivo de “perseguir” e “censurar” opositores do governo nas redes sociais. “Torna-se crucial que esta Comissão examine profundamente a natureza e as consequências jurídicas e constitucionais das práticas descritas no ofício supracitado. O tema em questão incide diretamente sobre o direito constitucional à liberdade de expressão, à liberdade de comunicação, livre de censura, e o acesso à informação, fundamentos inalienáveis de nosso sistema democrático e pilares sobre os quais se assenta a soberania nacional”, diz um dos pedidos.

A investigação foi iniciada a partir de um pedido feito pela Secom, direcionado ao Ministério da Justiça. Lewandowski, então, encaminhou a solicitação à Polícia Federal. Os alvos são blogueiros e perfis bolsonaristas que espalharam desinformação sobre a atuação do governo e de outros órgãos na catástrofe. A ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Cármen Lúcia, será relatora do inquérito.

O ofício elaborado pela pasta de Pimenta inclui o coach Pablo Marçal, que disse, nas redes sociais, que caminhões de doações às vítimas das enchentes estariam sendo barrados. Outro citado é o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP), que afirmou que o governo federal demorou quatro dias para enviar ajuda aos gaúchos.

Continua após a publicidade

Em reunião realizada na tarde de sexta-feira, 10, o governo federal também pediu aos representantes das plataformas digitais apoio e colaboração para conter a propagação de fake news sobre as enchentes no Rio Grande do Sul. Segundo a Secom, as empresas “manifestaram disposição para colaborar, relataram esforços que já vêm empreendendo e firmaram compromisso de, com celeridade, estudar os termos do protocolo proposto e agregar eventuais novas sugestões.”

 

 

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.