Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Maquiavel

Por José Benedito da Silva
A política e seus bastidores. Com Laísa Dall'Agnol, Victoria Bechara, Bruno Caniato, Valmar Hupsel Filho, Isabella Alonso Panho e Adriana Ferraz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

O que o agronegócio espera de Alckmin como vice de Lula

Representantes do setor avaliam que ex-tucano terá um papel relevante na campanha e em um eventual governo

Por Diogo Magri 4 set 2022, 19h30

O ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSB), tem algumas missões claras que basearam a sua escolha como vice na chapa presidencial de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), como mostra reportagem de VEJA na edição desta semana. Entre as principais, estão representar o petista em encontros com empresários e representantes do agronegócio, com a responsabilidade de dar garantias de que o eventual governo será pacificador, central e responsável.

No caso do agronegócio, Alckmin foi escalado por Lula para atuar diretamente no diálogo com líderes do setor ao lado de algumas referências do Centro-Oeste, como o senador Carlos Fávaro (PSD-MT), o deputado federal Neri Geller (PP-MT) e os empresários Blairo Maggi e Carlos Ernesto Augustin.

O grupo tem inclusive uma reunião marcada com a campanha petista, em São Paulo, na próxima semana, para encorpar o plano de governo com sugestões relacionadas ao agronegócio. Lula não estará presente, mas Alckmin sim.

Nas reuniões que já participou com o agro, o ex-governador convenceu ao se mostrar um protagonista na chapa, e não um vice “decorativo”. “Alckmin é muito participativo na campanha e assim continuará no governo de Lula, se eleito, a exemplo do que foi José Alencar (empresário que foi vice nos dois mandatos de Lula). Isso para nós é uma sinalização muito importante”, argumenta Fávaro, que antes de senador foi presidente da Aprosoja-MT entre 2012 e 2014.

Continua após a publicidade

Os agropecuaristas ligados a Lula chamam a atenção, no entanto, para o fato de que o setor é majoritariamente bolsonarista. Por isso, de acordo com os mesmos, até as entidades que recebem bem o diálogo com a campanha petista têm receio em verbalizar o apoio, por medo de represálias. “Eu sou exemplo disso”, conta Augustin, dono da Sementes Petrovina, uma das maiores produtoras de sementes de soja do Brasil e alvo de boicote de apoiadores de Bolsonaro pela relação do empresário com o PT.

Além disso, falas como a de Lula chamando alguns agropecuaristas de “fascistas” prejudicam a relação já estremecida. O episódio aconteceu durante a entrevista do ex-presidente ao Jornal Nacional, e foi alvo de notas de repúdio da Aprosoja e outras entidades. Fora as lembranças que o petista faz ao MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra), um motivo de constante preocupação para muitos empresários e fazendeiros.

Acalmar os ânimos, de certa forma, também é uma função do vice, conhecido pela personalidade mais pacífica e ponderada. “Temos a esperança que o Alckmin ajude a atenuar essa polarização, mas a campanha precisa avançar numa agenda mais consistente com o agronegócio, com recados mais apaziguadores”, cobra Augustin.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.