Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Maquiavel Por José Benedito da Silva A política e seus bastidores. Com João Pedroso de Campos, Reynaldo Turollo Jr., Tulio Kruse e Diogo Magri. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

O crescimento da audiência de Ciro após a parceria com João Santana

Desde que o marqueteiro ex-guru de campanhas petistas assumiu marketing do pedetista, média de visualizações de seus vídeos subiu 66% no Twitter

Por João Pedroso de Campos 28 ago 2021, 14h12

Além de um fato político de inegável peso, a contratação do jornalista e publicitário João Santana para tocar o marketing político do presidenciável do PDT, Ciro Gomes, já dá resultados palpáveis ao ex-ministro. Guru das campanhas vitoriosas de Lula (2006) e Dilma Rousseff (2010 e 2014) à Presidência, o marqueteiro e sua estratégia de comunicação contribuíram para aumentar em 66% a média de visualizações dos vídeos no perfil de Ciro no Twitter desde que fechou seu acordo com o PDT, em 22 de abril, conforme levantamento da reportagem.

Antes de Santana ser contratado, os últimos onze vídeos produzidos pela equipe de Ciro Gomes, publicados na rede social em um intervalo de quinze dias, haviam atingido em média 59.000 visualizações. Sob o publicitário, a frequência dos vídeos segue praticamente a mesma (foram noventa em 123 dias), mas a audiência média explodiu: 98.000 visualizações. Até esta sexta-feira, 27, as peças produzidas com a famosa e consagrada estética “santaniana” haviam alcançado 8,8 milhões de visualizações no Twitter.

Em uma estratégia definida entre Ciro, Santana e cabeças do PDT, como o presidente da sigla, Carlos Lupi, o presidenciável tem alternado críticas aos dois principais candidatos ao Palácio do Planalto, Jair Bolsonaro e Lula – desde a volta do petista ao tabuleiro de 2022 e o afunilamento à esquerda, o ex-ministro tem feito um movimento ao centro.

Seus maiores hits até o momento são os vídeos curtos em que ele chama Bolsonaro de “traidor” (1,1 milhão de visualizações) — veja o vídeo abaixo –, defende a separação entre Igreja e Estado e fala em “superação” e “solidariedade” como aspectos da “mensagem cristã” (557.500 visualizações), diz “uma verdade sobre Lula” e os privilégios aos mais ricos em seus governos (517.600 visualizações) e, no mesmo tema, em defesa da taxação de grandes fortunas, afirma que “a máscara de Lula caiu” (426.400 visualizações).

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês