Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês
Maquiavel Por José Benedito da Silva A política e seus bastidores. Com João Pedroso de Campos, Reynaldo Turollo Jr., Tulio Kruse, Diogo Magri, Victoria Bechara e Sérgio Quintella. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

No Ceará, só 3% dos eleitores se lembram de citar Ciro para presidente

Levantamento da Quaest foi divulgado na quarta-feira, 6

Por Da Redação Atualizado em 7 jul 2022, 00h38 - Publicado em 7 jul 2022, 08h00

Apenas 3% dos eleitores do Ceará citaram de forma espontânea o ex-governador Ciro Gomes (PDT) como o seu candidato preferido a presidente da República na eleição deste ano, segundo pesquisa Genial/Quaest feita entre os dias 27 de junho e 1º de julho e divulgada nesta quarta-feira, 6.

De acordo com o levantamento, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lidera a pesquisa espontânea no estado com 42% das intenções de voto, seguido de longe pelo presidente Jair Bolsonaro (PL), com 14%.

Na pesquisa estimulada (quando os nomes dos candidatos são apresentados ao eleitor), o cenário muda pouco para Ciro: ele chega a 11% contra 18% de Bolsonaro e 59% de Lula.

Ciro, apesar de ser paulista de Pindamonhangaba, fez toda a sua carreira política no Ceará, onde foi deputado estadual, prefeito de Fortaleza e governador do estado. O seu PDT integra a coalizão que ajudou a sustentar os dois últimos mandatos de Camilo Santana (PT) como governador.

O resultado da pesquisa contrasta muito com a situação vivida pelo pedetista há quatro anos. Na eleição presidencial de 2018, Ciro venceu no Ceará, com 41% dos votos válidos contra 33% do candidato petista, Fernando Haddad, e 21% de Bolsonaro. O Ceará foi o único estado em que Ciro saiu vitorioso naquela eleição. No geral, ele terminou em terceiro na disputa nacional com 12% dos votos válidos.

A pesquisa da Quaest foi feita por meio de entrevistas presenciais com 1.500 eleitores do estado e foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o nº BR 07841/2022.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)