Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Maquiavel Por Coluna A política e seus bastidores. Informações sobre Planalto, Congresso, Justiça e escândalos de corrupção. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Moro vê ‘manobras jurídicas’ no caso tríplex — e vira alvo de críticas

Usuários do Twitter lembram que atuação dele como juiz, considerada parcial pelo STF, foi decisiva para a anulação do principal processo contra Lula

Por Da Redação 7 dez 2021, 13h17

O ex-ministro Sergio Moro fez um post no Twitter nesta terça-feira, 7, criticando o enterro de vez do caso do tríplex do Guarujá, que levou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à prisão e o tornou inelegível para a corrida presidencial de 2018. O arquivamento da ação foi pedido pelo próprio Ministério Público Federal, autor da denúncia, que vê prescrição da acusação em razão da necessidade de iniciar o processo após decisões do Supremo Tribunal Federal.

O ex-juiz, que foi o responsável pela condenação em primeira instância, disse que “manobras jurídicas enterraram de vez o caso do tríplex de Lula, acusado na Lava Jato”. E acrescentou que “crimes de corrupção deveriam ser imprescritíveis, pois o dano causado à sociedade, que morre por falta de saúde adequada, que não avança na educação, jamais poderá ser reparado”.

O post, no entanto, gerou uma forte repercussão negativa. Muita gente foi lembrar ao juiz que “manobras jurídicas” é um termo que também poderia ser aplicado a sua conduta no processo, uma vez que o STF reconheceu que ele foi um juiz parcial na condução dos casos contra o petista e que atuou em conluio com o MPF na condução da investigação.

“Você enterrou a Lava Jato quando, junto com (Deltan) Dallagnol e cia., quando cometeram fraudes processuais que levaram a sua suspeição e à anulação de processos. Ou você acha normal um juiz mandar grampear telefones de advogados só para saber a estratégia de defesa?, questionou um usuário do Twitter.

“Foi sua atuação que enterrou o caso. A culpa é sua e do MP. Lula deveria te agradecer”, postou outro. “Quem foi o juiz incompetente que conduziu o processo de maneira contrária à lei, o que resultou na anulação do processo?”, dizia outro comentário.

Continua após a publicidade

Veja outros posts rebatendo Moro:

 

Continua após a publicidade

Publicidade