Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Maquiavel Por José Benedito da Silva A política e seus bastidores. Com João Pedroso de Campos, Reynaldo Turollo Jr., Tulio Kruse, Diogo Magri, Victoria Bechara e Sérgio Quintella. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

MG: Candidato tucano ao governo começa mal, mas Aécio vai bem ao Senado

Ex-governador, no entanto, tem dito que disputará a reeleição para deputado; levantamento foi feito pelo instituto Paraná Pesquisas

Por Da Redação Atualizado em 16 Maio 2022, 18h06 - Publicado em 16 Maio 2022, 10h31

O pré-candidato ao governo de Minas Gerais pelo PSB, o ex-deputado federal Marcus Pestana, começou de forma tímida sua corrida ao comando do estado, segundo levantamento feito pelo instituto Paraná Pesquisas entre os dias 10 e 14 de maio e divulgado nesta segunda-feira, 16.

Pestana, que foi lançado após o PSDB romper com o governador Romeu Zema (Novo), tem 1,7% das intenções de voto e fica bem atrás dos favoritos: o próprio Zema, que tem 46,8%; e o ex-prefeito de Belo Horizonte Alexandre Kalil (PSDB), que tem 26,8%. Antes de Pestana aparece ainda o senador Carlos Viana  (PL), com 5,4%.

Outros candidatos não chegaram a pontuar: Renata Regina, do PCB (0,6%), Miguel Corrêa, do PDT (0,3%), e Lorene Figueiredo, do PSOL (0,2%). Entre os entrevistados, 10,9% disseram que vão votar em branco, nulo ou nenhum e 7,3% afirmaram que não sabem ou não responderam. A margem de erro é de 2,4 pontos porcentuais para mais ou para menos.

Senado

Já na corrida pela única vaga para o Senado, quem aparece na frente é o deputado federal Aécio Neves (PSDB), que já ocupou o cargo entre 2011 e 2018 e que também já governou Minas Gerais, entre 2003 e 2010. Ele tem 20,8% das intenções de voto, contra 8,3% do deputado Reginaldo Lopes (PT); 6,3% do senador Alexandre Silveira (PSD); 5,3% da vereadora Duda Salabert (PDT); 3,9% do ex-ministro Marcelo Álvaro Antônio (PL); e 2,1% do deputado federal Marcelo Aro (PP).

Aécio, no entanto, vem dizendo que disputará a reeleição para deputado federal, uma opção que ele fez em 2018 por temer não ser reeleito ao Senado e, com isso, perder o foro privilegiado, já que naquele momento ele era alvo da Operação Lava-Jato.

Sem Aécio no páreo, quem lidera é Reginaldo Lopes (9,2%), seguido por Silveira (8,1%), Álvaro Antônio (5,6%) e Marcelo Aro (4,9%).

A pesquisa ouviu 1680 eleitores de 78 municípios de Minas Gerais por meio de entrevistas pessoais e foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o nº MG – 04957/2022.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)