Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Maquiavel

Por José Benedito da Silva
A política e seus bastidores. Com Laísa Dall'Agnol, Victoria Bechara, Bruno Caniato, Valmar Hupsel Filho, Isabella Alonso Panho e Adriana Ferraz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Conteúdo para assinantes
Continua após publicidade

MBL compara escândalo dos pastores ao desatino verbal de Mamãe Falei

'Os áudios dos pastores do MEC chocam menos nossa população pura e moralista que o áudio privado do Arthur' disse coordenador nacional

Por Da Redação
24 mar 2022, 12h56

O áudio vazado em que o ministro da Educação, Milton Ribeiro, confessa priorizar as prefeituras indicadas por dois pastores para liberar verbas da pasta segue reverberando. Nesta quinta (24), foi a vez do Movimento Brasil Livre (MBL) usar a denúncia para favorecer seu discurso.

Coordenador nacional do MBL, Renan Santos foi às redes sociais para comparar o caso de Milton Ribeiro ao do deputado estadual Arthur do Val, que foi expulso do Podemos após declarações sexistas sobre mulheres ucranianas durante viagem que fez ao país. Na visão de Renan, o áudio do Mamãe Falei teve uma repercussão pior, apesar de, na sua opinião, ser menos grave.

“Os áudios dos pastores propineiros do MEC chocam menos nossa população pura e moralista que o áudio privado do Arthur. Vivemos de aparência, somos um país de fingidores e por isso achamos perfeitamente normal pastor cobrar propina em ouro”, escreveu ele.

Outro rosto conhecido do MBL, o deputado federal Kim Kataguiri foi responsável por uma representação contra Milton Ribeiro, que motivou a abertura de um inquérito da Procuradoria-Geral da República para investigar a conduta do chefe do Ministério da Educação.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.