Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Maquiavel Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por José Benedito da Silva
A política e seus bastidores. Com Laísa Dall'Agnol, Victoria Bechara, Bruno Caniato, Valmar Hupsel Filho, Isabella Alonso Panho e Adriana Ferraz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Doria vira o novo alvo do youtuber Temer: ‘Desacelera’

Presidente grava vídeo para rebater 'críticas diretas e indiretas' do candidato tucano ao governo de SP

Por Ricardo Helcias Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 20 set 2018, 11h31 - Publicado em 20 set 2018, 08h28

Depois de lançar críticas a Geraldo Alckmin (PSDB) e Fernando Haddad (PT), o presidente Michel Temer (MDB) gravou um novo vídeo na quarta-feira e, desta vez, mirou sua artilharia em João Doria, candidato tucano ao governo de São Paulo.

Na gravação, o presidente – em versão youtuber – rebate as “críticas diretas e indiretas” do político do PSDB ao seu governo e ironiza o slogan do ex-prefeito de São Paulo: “Desacelera”.

Doria tenta colar, em debates e no horário eleitoral, a figura de seu principal rival na disputa pelo Palácio dos Bandeirantes, o emedebista Paulo Skaf, à impopular gestão de Temer. A estratégia não foi bem recebida pelo presidente.

“João Doria, eu quero me dirigir a você. E lamento muito ter de fazê-lo”, diz Temer no início do vídeo. O político afirma que, apesar das críticas recentes, Doria “inúmeras vezes” elogiou o seu governo. O presidente também cutucou o tucano pela saída precoce do cargo de prefeito. “Quando ocupou – por brevíssimo tempo – a prefeitura de São Paulo, você me pediu muito auxílio aqui no governo federal, que nós demos ao povo paulistano e a você.”

Assim como disse no vídeo dirigido a Alckmin, Temer fala que os partidos da base eleitoral de Doria em São Paulo “são os mesmos” que apoiam o governo federal. Por fim, o presidente pede que o candidato tucano “não mude suas características” por causa das eleições e não ouça os marqueteiros.

“Eles estão equivocados, João, porque ferem os critérios morais que devem pautar a sua conduta e de todos os candidatos. Por isso eu peço a você que não falte com a verdade. Desacelera.”

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.