Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Maquiavel Por José Benedito da Silva A política e seus bastidores. Com João Pedroso de Campos, Reynaldo Turollo Jr., Tulio Kruse e Diogo Magri. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Diretor da EBC pede desculpas a Taís Araújo por compartilhar post

Laerte Rimoli, presidente da empresa que reúne os principais veículos federais de comunicação, publicou uma montagem ironizando fala da atriz sobre racismo

Por Da Redação Atualizado em 22 nov 2017, 21h11 - Publicado em 22 nov 2017, 21h07

O jornalista Laerte Rimoli, diretor-presidente da Empresa Brasileira de Comunicação (EBC), que administra alguns dos principais órgãos de comunicação do governo federal, como a TV Brasil e a Agência Brasil, e produz programas como A Voz do Brasil, pediu desculpas nesta quarta-feira à atriz Taís Araújo por ter compartilhado um “post inadequado” em seu perfil no Facebook.

Na sexta-feira, ele compartilhou o post de outro usuário do Facebook ironizando declaração dada pela atriz sobre o quanto temia pelo futuro do seu filho, já que, segundo ela, “a cor do meu filho faz com que as pessoas mudem de calçada”.  A frase foi dita em agosto por Taís, durante palestra no evento TEDXSão Paulo, mas foi “recuperada” nesta semana em razão da celebração do Dia da Consciência Negra, na segunda-feira.

Além de pedir desculpas, Rimoli apagou o post (veja abaixo).

Post compartilhado e apagado por Laerte Rimoli Reprodução/Reprodução
Continua após a publicidade

 

Rimoli foi nomeado para o cargo em maio de 2016, logo após Michel Temer (PMDB) assumir o cargo. Formado pela Universidade Federal de Goiás, ele foi diretor da TV Globo, no Rio, e chefe da comunicação social do Ministério do Esporte no governo de Fernando Henrique Cardoso (PSDB). Em 2014, coordenou a comunicação da campanha de Aécio Neves (PSDB) à Presidência da República. Também trabalhou na Secretaria de Comunicação Social da Câmara dos Deputados, durante a gestão de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) na presidência da Casa.

Outra polêmica

A declaração da atriz já havia causado outra polêmica, com o secretário municipal de Educação do Rio de Janeiro, Cesar Benjamin, que fez duras críticas a ela pela declaração.  “Qualquer idiotice racial prospera. A última delas é uma linda e cheirosa atriz global dizer que as pessoas mudam de calçada quando enxergam o filho dela, que também deve ser lindo e cheiroso”, escreveu. 

Benjamin não apagou o post nem pediu desculpas. Veja abaixo a publicação:

 

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês