Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Maquiavel Por José Benedito da Silva A política e seus bastidores. Com João Pedroso de Campos, Reynaldo Turollo Jr., Tulio Kruse, Diogo Magri, Victoria Bechara e Sérgio Quintella. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Datafolha: Lula atinge percentual para ganhar no primeiro turno

A mais de quatro meses da eleição, ex-presidente tem 54% dos votos válidos; lideranças petistas, no entanto, adotam cautela e temem clima de 'já ganhou'

Por Da Redação Atualizado em 27 Maio 2022, 08h35 - Publicado em 26 Maio 2022, 19h02

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) chegou a 54% dos votos válidos e atingiu percentual suficiente para ganhar em primeiro turno, segundo pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira, 26 – a eleição presidencial, no entanto, só ocorrerá daqui a mais de quatro meses, no dia 2 de outubro.

O percentual de votos válidos, que exclui brancos e nulos, é usado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na apuração da eleição – para ganhar em primeiro turno, um candidato precisa ter 50% dos votos mais um.

De acordo com o levantamento, o presidente Jair Bolsonaro (PL) tem 30%, seguido de Ciro Gomes (PDT), com 8%); Simone Tebet (MDB) e André Janones (MDB), ambos com 2%; Pablo Marçal (Pros) e Vera Lúcia (PSTU), ambos com 1%.

Na pesquisa estimulada (quando os nomes dos candidatos são apresentados), Lula lidera com 48% contra 27% no Bolsonaro – leia a matéria completa aqui. Nesse caso, o percentual leva em conta os brancos e nulos.

Cautela

As lideranças petistas têm adotado um tom de cautela quanto à possibilidade de Lula vencer no primeiro turno, porque temem principalmente o clima de “já ganhou”, que pode levar à desmobilização da militância e do eleitorado. Em outros levantamentos anteriores de institutos de pesquisa, o petista já chegou a atingir percentual suficiente para levar em primeiro turno.

Entre os motivos para adotar cautela, os petistas apontam que os candidatos ainda nem estão definidos — só serão confirmados nas convenções partidárias do final de julho e começo de agosto — e a campanha presidencial só começar oficialmente em agosto.

No último dia 3 de maio, o próprio ex-presidente alertou seus apoiadores sobre o clima de “já ganhou”. “Não penso que já ganhei as eleições, porque se tem alguém nesse país que tem experiência em eleição presidencial, sou eu. Já perdi muitas, já ganhei muitas”, disse no evento em que anunciou a aliança com o Solidariedade. Lula foi derrotado nas eleições presidenciais de 1989 (segundo turno), 1994 e 1998 (primeiro turno).

A pesquisa Datafolha foi feita entre os dias 25 e 26 de maio, com 2.556 entrevistados em 181 municípios de todos os estados e do Distrito Federal e registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o nº BR-05166/2022.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)