Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Maquiavel Por José Benedito da Silva A política e seus bastidores. Com João Pedroso de Campos, Reynaldo Turollo Jr., Tulio Kruse e Diogo Magri. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Bolsonaro fala por mais de uma hora, mas não diz nada sobre rachadinha

Presidente conversou com jornalistas em Eldorado (SP), para onde foi em razão da morte da mãe, Olinda

Por Da Redação 22 jan 2022, 14h22

O presidente Jair Bolsonaro, ao que parece, quer que o assunto morra. Em conversa por mais de uma hora com jornalistas que o acompanhava em passeio pelas ruas de Eldorado (SP) – para onde foi em razão da morte da mãe, Olinda Bonturi Bolsonaro, aos 94 anos –, ele falou sobre diversos assuntos, mas não se defendeu da acusação de que ele sabia da prática de rachadinha na família.

Em entrevista exclusiva publicada por VEJA na edição desta semana, Waldyr Ferraz, conhecido como Jacaré, amigo de Bolsonaro e ex-assessor tanto do presidente quanto do vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ), atribuiu a Ana Cristina Valle, ex-mulher do presidente, o papel de mentora de um esquema de rachadinha envolvendo a família presidencial (LEIA A REPORTAGEM NA ÍNTEGRA). Ele afirmou que o recolhimento de parte dos salários ocorria em três gabinetes da família presidencial – de Jair quando ele era deputado federal, de Carlos, na Câmara  do Rio, e do hoje senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ), quando ele cumpria mandato na Assembleia Legislativa fluminense – e garante que nenhum dos três tinha conhecimento das traficâncias de Ana Cristina.

Na conversa com jornalistas, Bolsonaro voltou a minimizar o número de crianças mortas por Covid-19, defendeu novamente o uso da ivermectina contra doença – o que não tem fundamentação científica nenhuma –, criticou a possibilidade de haver limitação ao seu uso das redes sociais e do WhatsApp e falou de eleições: atacou Lula e o ex-ministro Sergio Moro e defendeu a candidatura do seu ministro Tarcísio de Freitas (Infraestrutura) ao governo de São Paulo.

Além disso, afirmou que vai mandar uma PEC ao Congresso para autorizar a redução de impostos estaduais sobre combustíveis e anunciou vetos que somam 2,8 bilhões de reais no Orçamento.

Também contou histórias sobre a sua infância e juventude em Eldorado, como o dia em salvou banhistas que estavam se afogando, e falou de temas completamente aleatórios, como o Linhão de Turucuí, que vai ligar Roraima ao Sistema Nacional de Energia.

Mas nada de se defender da acusação feita pelo velho amigo. Até agora, o único que falou pela família foi Flávio Bolsonaro, que logo após a publicação da reportagem divulgou vídeo e uma fala de Jacaré tentando desmentir o que VEJA publicara – a revista publicou os áudios da conversa com o ex-assessor que comprovam tudo o que ele disse.

O presidente também teve tempo para ir a uma lotérica apostar na Mega-Sena e brincou com o fato de o prêmio estar acumulado em 22 milhões de reais, de ser dia 22 e de 22 ser o número do PL que ele irá usar na sua candidatura à reeleição.

 

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês